Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Menos Um Carro

Blog da Mobilidade Sustentável. Pelo ambiente, pelas cidades, pelas pessoas

Menos Um Carro

Blog da Mobilidade Sustentável. Pelo ambiente, pelas cidades, pelas pessoas

Menos Carros = Menos Pessoas? IX

MC, 18.08.10

Mais um brilhante vídeo da Streetfilms sobre a devolução do espaço público às pessoas em Copenhaga. A história repete-se: quando se levanta a possibilidade de fechar uma rua ou praça ao trânsito ou reduzir o estacionamento, há uma forte oposição por parte dos comerciantes e há o receio de se criar uma zona morta.

Copenhaga também mostrou que os receios eram infundados, e foi nas ruas fechadas ao trânsito que a vida e o comércio floresceram.


 

Em Lisboa, a Avenida Duque de Ávila (que esteve fechada ao trânsito seis anos sem que nenhum mal viesse ao mundo) esteve para servir de projecto piloto em termos de pedonalização de uma zona muito comercial, mas também muito dominada pelo automóvel, de Lisboa, o Saldanha. Houve muita oposição, a CML vai seguir com uma versão light do projecto inicial. Grande aumento de passeios, esplanadas, mas infelizmente mantêm-se duas faixas e pior ainda estacionamento à superfície (numa zona apinha de estacionamento subterrâneo). Mesmo que reduzido, o projecto vai alterar radicalmente para melhor aquela zona.

 


A ler no A Nossa Terrinha: Faro, pelo direito a estacionar no passeio. Infelizmente o título resume mesmo aquilo que aconteceu.

Ganchos à direita

MC, 12.03.10

Os dois únicos sustos que apanhei de bicicleta em Lisboa nos últimos tempos foram exactamente iguais e aconteceram exactamente no mesmo local. Ambos foram "ganchos à direita", situações onde um carro vira mesmo à minha frente para a direita, cortando o meu caminho e quase provocando uma colisão.

A razão pela qual aconteceram no mesmo local é muito importante: é uma subida muito íngreme só com uma faixa, e eu por simpatia circulo encostado à direita. Isto é dos comportamentos mais perigosos que um ciclista pode ter, porque pode ser atingido pela abertura de uma porta de um carro estacionado, porque não faz notar a sua presença aos condutores e porque propicia ganchos à direita (que são dos acidentes mais comuns entre carro e bicicleta). Por estas razões é que os ciclistas urbanos com experiência nunca circulam encostados à direita (que apenas protege de colisões pela traseira, algo que raramente acontece), mas circulam bem no meio da faixa, o chamado vehicular cycling.

Como o Vou de Bicicleta mostra nesta excelente posta, a introdução de ciclovias segregadas provoca um brutal aumento (+161%) de feridos neste tipo de colisões, exactamente pelas mesmas razões. Copenhaga tem para este problema uma solução muito engenhosa: acabar com as ciclovias antes do cruzamento, obrigando os carros e as bicicletas a misturarem-se:

 

Mais à frente:

 

 


A ler no Sonho Ciclável: mais exemplos de destruição de pilaretes, neste caso para se poder estacionar o popó à porta de um café no meio de um jardim!

Sol e chuva

MC, 26.06.07
Quando alguém argumenta com a precipitação para defender a tese de que Lisboa não é uma cidade ciclável, das duas uma: ou algo de errado se passa na sua cabecinha ou está mesmo em desespero argumentativo.

Só por curiosidade, dei-me ao trabalho de verificar alguns dados meteorológicos médios na BBC Weather para Lisboa e as duas capitais da bicicleta: Amesterdão e Copenhaga. (Na realidade não são de Amesterdão, porque estes não estão disponíveis, mas de uma localidade a 30km).

Temperaturas Mínimas e Máximas Médias

Lisboa                 Jan 8 14   Jul 17 27
Amesterdão          Jan  -1 4  Jul 13 22
Copenhaga           Jan -2 2    Jul 14 22

Horas de Sol por dia (isto é horas de luz directa sem nuvens, não de luminosidade)

Lisboa             12,6h
Amesterdão     5,5h
Copenhaga       5,5h
(Lisboa bate ambas as cidades em todos os meses do ano)

Precipitação Anual

Lisboa            708mm
Amesterdão    766mm
Copenhaga     603mm

Dias "Molhados" por Mês (dias com alguma precipitação) - Média Anual

Lisboa            9,4
Amesterdão   18,1
Copenhaga     14,3
(só em Março e em Copenhaga é que há menos dias molhados do que Lisboa, Lisboa é mais seca nos 23 restantes casos)