Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Menos Um Carro

Blog da Mobilidade Sustentável. Pelo ambiente, pelas cidades, pelas pessoas

Menos Um Carro

Blog da Mobilidade Sustentável. Pelo ambiente, pelas cidades, pelas pessoas

Aumento dos Combustíveis - Porquê tanto Alarme?

António C., 20.05.08

No mesmo dia em que o barril de petróleo se aproxima vertiginosamente dos 130 dólares em NY, o Ministro da Economia pede à autoridade da concorrência para investigar a subida dos combustíveis em Portugal e o presidente Cavaco Silva aplaude!

 

Apesar de o aumento do preço do crude não ser directamente, nem simultaneamente, proporcional ao aumento do preço dos combustíveis em Portugal, parece que finalmente, mas não fatalmente, a era da energia barata acabou!

 

Por mais cêntimo ou menos cêntimo que a Galp ou outra petrolífera metam ao bolso, a ideia de fazer campanhas como a que ja recebi por e-mail ou sms é, simplesmente inútil e naïve!

 

Passando a citar, recebido por SMS:

 

"Hoje e amanha (Domingo) ninguém abastece combustivel na GALP nem BP pra obrigar a descer preços. Dp a concorrência ira baixar Tb... Passe a mensagem a 10 pessoas, para acabarmos com as consecutivas subida dos preços dos combústiveis! (Esta sim é uma msg corrente que merece ser passada)"

 

Propositadamente transcrito com os erros e abreviaturas, necessárias para ocupar 2 mensagens de sms de 160 caracteres cada, esta cadeia sai provavelmente mais cara do que o aumento correspondente a encher o depósito duas ou 3 vezes.

 

Não querendo acreditar que a campanha tenha sido engendrada por qualquer uma das operadoras móveis para estimular o envio de SMS, à semelhança do que acontece no Natal, penso que me resta dar algumas ideias de como não consumir gasolina nos tais postos citados, uma vez que no último ano, não o terei feito mais de 3 ou 4 vezes...

 

- Partilhe o carro e despesas com + 1 pessoa: 50% de desconto no preço do combusíivel

- Partilhe o carro e despesas com + 2 pessoas: 66% de desconto no preço do combustível

- Partilhe o carro e despesas com + 3 pessoas: 75% de desconto no preço do combustível

- Partilhe o carro e despesas com + 4 pessoas: é desconfortável, vá mais arejado de bicicleta...

- Use transportes públicos: Não consome combustivel directamente (ou em tanta quantidade) e pode ler/dormir/falar com os restantes passageiros/encontrar um colega que já não via há anos... etc...

- Procure sítios para viver mais perto do local onde trabalha: não se esqueça de ter em conta o dinheiro que vai poupar com menos deslocações e a disponibilidade financeira que a venda do segundo ou terceiro carro da família lhe vai trazer. No final de fazer as contas se calhar até vai sair mais barato que viver a 30 ou 50 km perdendo todo o tempo em filas de transito de manha e à noite...

- Supondo que desde o início do ano os combústiveis aumentaram 20%, tente diminuir o uso do seu carro em 20%. Faça uma estimativa dos km que faz por ano e traçe objectivos. Sem objectivos bem definidos não terá resultados!

 

-No fundo... não desespere. O mundo não acabará por o preço do petróleo ser caro. A mudança está a acontecer, adapte-se ou continue a largar dinheiro para o tubo de escape... você  decide!

 

 

Nota: Há pelo menos 200 dias que não abasteço.

RTP Energia

MC, 19.01.08
A RTP reformulou a sua página e disponibiliza agora ainda mais programas online, do que já fazia. Pude então ver alguns programas que me tinham passado ao lado, nomeadamente o último Balanço & Contas (link mms://) sobre o problema petrolífero com dois empresários da área. Sublinho empresários, não são eco-xiitas (como diz o Paulinho das Feiras). Alguns pontos interessantes que eles focaram:
  • A enorme dependência portuguesa do petróleo impede-nos em grande parte de uma crescimento económico mais forte, devido ao aumento das nossas despesas
  • A nossa carro-dependência é claramente cultural, porque apesar de uma fiscalidade automóvel elevada temos um enorme número de automóveis por habitante
  • O desordenamento do território tem enormes custos para o país, porque há milhões a queimar combustível num longo movimento pendular de manhã e ao fim da tarde
  • A Holanda fez uma forte aposta nos biocombustíveis, nomeadamente através de plantações na Indonésia (sua ex-colónia) até que se apercebeu que as emissões acabavam por ser maiores dada a desflorestação, os custos ambientais do processamento e transporte, etc... do que com os combustíveis normais
  • Como prova da irracionalidade dos transportes em Portugal, foi referido o consumo de combustíveis cujo nível é quase independente do preço, ou como foi dito "os portugueses não largam o seu carro"
  • Temos metade da eficiência energética da UE, ou seja para o mesmo nível de produção gastamos duas vezes mais energia [não sei bem que definição foi usada aqui, apenas cito o que ouvi]
  • Desde o choque petrolífero dos anos 70, a Europa Ocidental reduziu aproximadamente para metade o seu consumo de combustível e nós quase duplicámos

Petróleo a 100 dólares

MC, 02.01.08
O preço do petróleo no mercado americano atingiu esta tarde os 100 dólares pela primeira vez. Este acto é apenas simbólico tanto porque o 100 não significa nada e porque a subida dos últimos meses/anos se deve mais à descida do dólar do que à subida do petróleo (ou seja para nós europeus, que pagamos em euros, a subida tem sido bastante ligeira).
E por ser simbólica é altura de festejar porque é chegado o momento de a sociedade se aperceber que a nossa dependência de um combustível fóssil era excessiva, e de pensarmos de uma vez por todas em criar um mundo sustentável. É de festejar porque esta dependência, que causa tantas guerras, poluição, alterações climáticas, ditaduras do petróleo, etc... é finalmente posta em causa. Não foi a humanidade que foi capaz de resolver o problema de antemão, mas foi o "mercado" que nos impôs este momento para pensar e mudar de rumo. Paciência, mais vale tarde do que nunca.
Bem sei que isto no curto-prazo é mau, mas por ser inevitável, quanto mais cedo acontecesse melhor. Finalmente o abuso do petróleo vai começar a pagar um preço justo (infelizmente o dinheiro vai parar às piores mãos, mas enfim). Finalmente haverá vantagens condignas para quem faz um uso racional dos combustíveis. Finalmente vamos (ter que) alterar a nossa economia, os nossos transportes e a nossa indústria para uma versão mais amiga do ambiente.
Em França, vários grupos vão festejar este evento no sábado. Será que por cá...

Pico do Petróleo, há quem diga que já passou

MC, 24.10.07

O oil peak é um ponto no tempo em que a produção de petróleo chega ao seu valor máximo. Daí em diante a produção mundial será decrescente. É óbvio que este ponto tem que existir, porque o petróleo é um recurso não-renovável .
Um indício de que ele pode estar próximo é o facto de haver cada vez mais planos para extrair petróleo de locais onde a sua extracção era considerada demasiado difícil até há pouco tempo.
O Energy Watch Group publicou um relatório onde é afirmado que este ponto já passou em 2006. Daqui em diante a quantidade de petróleo nos mercados será sempre menor, e a humanidade vai ter que reduzir o seu consumo à força.
A originalidade deste estudo é não ser baseado em suposições quanto às reservas existentes (que são sempre incertas) mas no padrão de produção de petróleo em vários países no passado. Por exemplo, no gráfico vêem-se os picos do petróleo de vários países produtores, tendo sido o primeiro, o da Áustria, já no longínquo 1955.

Um dado curioso a reter (e isto é um facto, não uma suposição) é que o pico nas descobertas de petróleo já passou há 40 anos, ou seja nunca se descobriu tantas reservas de petróleo como nos anos 60.