Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Menos Um Carro

Blog da Mobilidade Sustentável. Pelo ambiente, pelas cidades, pelas pessoas

Menos Um Carro

Blog da Mobilidade Sustentável. Pelo ambiente, pelas cidades, pelas pessoas

Estádios: Chegado Por E-mail

António C., 16.01.08

"(...) Deixo-lhe aqui um email que acabei de enviar para o Governo Civil e para a C.M. De Lisboa, para fazer com ele o que quiser, até simplesmente apagá-lo se verificar que nada acrescenta, ou de que nada serve, e se assim o entender. É sobre o problema “ Estádios VS Viver perto deles em Lisboa (...)

D. A."

 

"Exmos. Senhores, venho por este meio, e na qualidade de residente de Telheiras, manifestar a minha indignação pelo que se passa neste bairro sempre que se realiza um jogo de futebol no estádio de Alvalade. É inadmissível que os moradores da rua Prof. Manuel Cavaleiro de Ferreira tenham de passar por cima do passeio para conseguirem estacionar os seu veículos nas respectivas garagens. É inadmissível que haja carros estacionados em cima de quase todos os passeios, danificando-os, e passadeiras não permitindo a sua utilização pela parte dos peões, gerando-se situações de extrema insegurança. É inadmissível que haja carros estacionados em cima de grande parte da ciclovia, nalguns casos cortanto o acesso à mesma e não permitindo a sua utilização. É inadmissível que haja carros estacionados em quase todos os espaços verdes desta zona, em cima de zonas de prado, que ficam obviamente danificadas. É inadmissível que, apesar de tudo o já descrevi, haja parques, como o parque subterrâneo da Praça Central e o enorme parque entre o Eixo NS e a Rua Prof. Mark Athias, estejam quase vazios na altura em que se realizam os jogos, já para não falar do parque do próprio Estádio de Alvalade. É inadmissível que as ruas circundantes ao estádio fiquem num estado deplorável, cheias de lixo. É inadmissível que se gerem situações como a que passo a descrever: Há uns tempos a minha mulher sentiu-se mal, metemo-nos no carro na garagem, demorámos quase 5 mnts, entre variadíssimas manobras, para conseguir sair da garagem. Seguimos até à Rua Prof. Francisco Lucas Pires e eis que nos deparamos com duas filas de trânsito paralelas, ambas no mesmo sentido embora a dita rua tenha dois. Eramos três carros a "remar" contra a maré de viaturas que tentava sair desta zona para a Segunda Circular. Fui agredido verbalmente por outros condutores, chamaram-me "Palhaço" entre outras coisas que prefiro não repetir, tudo porque eu não estava a facilitar a circulação dos carros cujos condutores vinham do estádio. Estivemos quase 30 mnts. nesta situação absurda. Resumo, quem reside nesta zona não tem literalmente forma de sair de carro daqui sempre que há um jogo, e pior que isso há pelos visto que fugir a conjugar a busca de tratamento para um qualquer mal estar físico com os início e final dos jogos em Alvalade. É Absurdo. Ou seja, quem aqui viva e que queira fazê-lo em segurança, precise ou busque apoio médico, queira utilizar a ciclovia ou simplesmente queira estacionar na sua propriedade ou junto da mesma, tem necessáriamente que conhecer o calendário de jogos do Sporting C.P independentemente de se gostar ou não de futebol ou do mesmo ter um nível de importância significativo na sua vida... Isto parece-me, no mínimo, absurdo, quase anedótico.
Ora, se eu me dirigir a um hospital e deixar a minha viatura mal estacionada sou multado e eventualmente é-me rebocada a viatura, regra estabelecida da qual sou a favor, no entanto se me dirigir a um qualquer estádio de futebol (pois o que descrevi não se passa apenas no estádio do Sporting) já não sou multado. O futebol justifica a falta de civismo? É inadmissível. Não estaremos perante uma nova forma de tirania?
Durante o Euro2004 o processo de entradas e saídas dos estádios correu bem, as pessoas deslocavam-se de transportes públicos para o estádio, e esta e outras zonas não ficavam entupidas de carros, agora voltou-se atrás? Na altura era literalmente para Inglês ver? Que se passa Srs. autarcas?
Ajudem-nos por favor.

Com os melhores cumprimentos
e desde já obrigado pela atenção

D.A.”


 


Adenda a 24jan por MC: A Assembleia Municipal de Lisboa aprovou uma recomendação do PEV para resolver este problema que inclui a promoção dos transportes públicos para estas ocasiões e uma maior fiscalização do estacionamento ilegal.

1 comentário

Comentar post