Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Menos Um Carro

Blog da Mobilidade Sustentável. Pelo ambiente, pelas cidades, pelas pessoas

Menos Um Carro

Blog da Mobilidade Sustentável. Pelo ambiente, pelas cidades, pelas pessoas

Sevilha

MC, 10.09.07
Av constitucion dantesHá muitos anos que não voltava a Sevilha, e fiquei positivamente impressionado pelo que vi em termos de devolução das ruas e da cidade às pessoas. E isto é especialmente importante por todas as semelhanças que Sevilha tem com Lisboa e Porto em termos de tamanho, de nível de desenvolvimento, de riqueza histórica, de turismo e principalmente em termos culturais (não estamos a falar de uma cidade nórdica, mas da Europa do Sul).

Sevilha hojeA Avenida de la Constitucion, que atravessa o centro histórico, era na minha memória uma avenida cheia de trânsito, barulho e fumo que servia de convite para regressar ao bairro muçulmano. Um pouco como a Avenida da Liberdade em Lisboa, como se vê na fotografia de cima.
Encontrei uma avenida totalmente fechada ao trânsito em toda a sua extensão, cheia de vida, comércio e esplanadas, onde apenas passa uma linha de eléctrico que foi construída recentemente.


Sevilha tem agora uma zona "pedonal" que deve ser mais do que todas as zonas pedonais de Portugal somadas. E para grande espanto dos lusos defensores da carro-dependência nas cidades, o comércio não esmoreceu nem estagnou, bem pelo contrário. A Rua Augusta e a Rua de Sta Catarina, "apesar" do relativamente fácil acesso por carro são bem mais desérticas que o centro de Sevilha.


Sevilha aderiu também à moda das bicicletas urbanas públicas como tantas cidades europeias (Sr António Costa, olhe que em Barcelona até dão lucro).

Por fim, algo que nem sei se me faz rir ou chorar: a foto do único carro que vi escandalosamente estacionado no centro histórico, em cima do passeio a atrapalhar os peões. Repare bem na matrícula... Sim, por cima do símbolo da União Europeia está um P. Também aqui se vê o nível de desenvolvimento de um país.

10 comentários

Comentar post