Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Menos Um Carro

Blog da Mobilidade Sustentável. Pelo ambiente, pelas cidades, pelas pessoas

Menos Um Carro

Blog da Mobilidade Sustentável. Pelo ambiente, pelas cidades, pelas pessoas

A miséria, a fome, a tragédia e o sofrimento humano

MC, 18.11.10

No Público há um artigo sobre pobreza que começa com este parágrafo:

 

Ficaram sem ter como pôr comida na mesa e começam agora a engrossar as filas nas instituições que prestam ajuda assistencial. Muitos dos 280 mil portugueses que dependem dos cabazes do Banco Alimentar contra a Fome são da classe média. (...) Ficaram com uma casa para pagar ao banco, um subsídio de desemprego que tarda a chegar - quando chega - ou que já acabou. Um carro que já não sai da garagem.

Sempre que leio esta palavras, não consigo evitar uma lágrima no canto do olho. Eu sabia que estávamos mal, mas nunca imaginei que havia gente que deixava o carro na garagem. Se eu não fosse também um pobre miserável (nem carro nem garagem), até leiloaria a minha pasteleira velha para ajudar esta gente. Pensando bem, se deixar um carro na garagem é sinal de pobreza, Portugal não poderá estar assim tão mal economicamente.

Esta obsessão nacional com o direito ao popó deixa-me boquiaberto. Estando nós num período de revisão constitucional, que se emende o texto, e ao lado da Educação, Habitação e Saúde acrescente-se o automóvel. Com uma garagem, claro.

 

.........................................................

A minha sugestão de hoje, é este texto do 1 Pé no Porto e outro no Pedal que mostra como facilmente se pode levar crianças à escola de bicicleta e deixando o carro na garagem, mesmo nas nossas cidades.

7 comentários

Comentar post