Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

As portagens não chegam a pagar o custo das auto-estradas

O lóbi automóvel bem se pode queixar de ter de pagar portagens, mas até nas auto-estradas onde o autombilista dá uma contribuiçãozinha, esse valor não é suficiente. O automóvel continua a ser subsidiado pelos outros:
"Encargos líquidos do Estado com as antigas SCUT totalizaram 1137 milhões, em 2017. Receitas não ultrapassam os 334 milhões."

ortagens só pagam 23% do custo das PPP Encargos líquidos do Estado com as antigas SCUT totalizaram 1137 milhões, em 2017

Ler mais em: https://www.cmjornal.pt/economia/detalhe/portagens-so-pagam-23-do-custo-das-ppp?v=cb
Portagens só pagam 23% do custo das PPP Encargos líquidos do Estado com as antigas SCUT totalizaram 1137 milhões, em 2017

Ler mais em: https://www.cmjornal.pt/economia/detalhe/portagens-so-pagam-23-do-custo-das-ppp?v=cb
Portagens só pagam 23% do custo das PPP Encargos líquidos do Estado com as antigas SCUT totalizaram 1137 milhões, em 2017.

Ler mais em: https://www.cmjornal.pt/economia/detalhe/portagens-so-pagam-23-do-custo-das-ppp?v=cb
publicado por MC às 14:58
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Agora é Pontevedra a mostrar que cidade com menos carros, é cidade mais viva

Os nossos irmãos galegos a mostrar como as cidades devem ser: para as pessoas e não para os automóveis, pondo Pontevedra em destaque no Guardian. O centro estava morto e entregue aos automóveis. Mal a cidade foi devolvida às pessoas, tudo voltou a florescer: uma cidade menos poluição sonora e atmosférica, com mais comércio, mais pessoas a querer viver nela. O parágrafo essencial é este:

Miguel Anxo Fernández Lores has been mayor of the Galician city since 1999. His philosophy is simple: owning a car doesn’t give you the right to occupy the public space.

Artigo completo: For me, this is paradise': life in the Spanish city that banned cars

 

publicado por MC às 14:55
link do post | comentar | favorito

Portugueses, o segundo povo mais carro-dependente da Europa

No automatic alt text available.

 

Os portugueses são os segundos mais agarrados ao automóvel, na UE. 89% dos km percorridos em Portugal, são feitos de automóvel (dados do Eurostat)

publicado por MC às 14:51
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 12 de Setembro de 2018

Será Lisboa a cidade mais atafulhada de carros estacionados no mundo?

Será Lisboa a cidade mais atafulhada de carros estacionados no mundo?

Este post estava pendente há anos (!) e é também um pedido da vossa ajuda. Estava pendente porque não queria ser injusto mas tendo acabado de visitar quatro novos países, menos "desenvolvidos", fico cada vez mais convencido que não haverá no mundo uma grande cidade que dedique tanto do seu espaço público ao estacionamento automóvel como Lisboa, seja estacionamento legal ou ilegal. Aliás, conhecendo cinquenta países, sempre com atenção à mobilidade, não consigo claramente dar um exemplo pior.
Responder seriamente à pergunta implicaria anos a recolher dados, mas posso dar quatro razões (ver fotos) que me levam a pensar assim.

20m4estacionamentos.png


1) Nunca vi ruas de 20m de largura, onde se conseguisse enfiar 4 filas de estacionamento automóvel (para lá de 2 vias de circulação), e Lisboa tem dezenas de exemplos assim.

5m1estacionamento.png

2) Nunca vi ruas estreitas, onde os passeios têm apenas meio metro, mas há espaço para estacionamento.

2520129_9OjAd.jpeg

3) Pequenos cruzamentos urbanos onde chegam a haver 4 carros impunemente estacionados em CADA esquina, pondo em perigo os peões e tapando a passadeira (quando existe).


4) É muito comum haver ruas e avenidas sem qualquer estacionamento à superfície no centro das cidades (tentem uma cidade ao calhas no google maps). Nos países mais "desenvolvidos" chegam a ser mais de metade. Em Lisboa conta-se pelos dedos das mãos, os casos assim.

Sei que Fernando Medina discorda - ainda há dois meses repetiu que um dos grandes problemas de Lisboa é a falta de estacionamento, e vocês conhecem algo pior?

publicado por MC às 13:03
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
Terça-feira, 11 de Setembro de 2018

EMEL manda os automobilistas bloquerem o passeio

Não, o título não é exagerado, e não é temporário. Nas fotos vemos várias dezenas de lugares marcados recentemente* pela EMEL a indicar estacionamento sobre o passeio.

Já não é novidade nenhuma a CML autorizar estacionamento no passeio é legal (Av Gago Coutinho entre muitos outros), este caso é especialmente vergonhoso porque 1) indica que se deve bloquear por completo o passeio, 2) é estacionamento recentemente "ordenado" pela EMEL, 3) do outro lado do quarteirão abriu há menos de dois anos um parque de estacionamento subsidiado por todos nós.

IMGP5568 (case conflict).jpg

 

IMGP5569 (case conflict).jpg

 

publicado por MC às 12:56
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 3 de Setembro de 2018

Fernando Medina, olhe para o que esbanja antes de pedir aos outros

DmBkf_EXcAYDKGw.jpg:large.jpeg

Fernando Medina fez uma importantíssima e corajosa proposta este fim-de-semana. Defendeu uma enorme simplificação dos passes de transportes públicos em Lisboa, um para o centro da cidade e outro para a Grande Lisboa, combinada com uma forte redução dos preços através de financiamento do orçamento do Estado.
As redes sociais explodiram com a discussão sobre se fará sentido o resto do país apoiar ainda mais os transportes de Lisboa e Porto, mas ninguém - nem Medina - se lembrou da vaca sagrada. É que ainda há umas semanas o presidente da CML se orgulhava dos milhões que tem gasto a financiar estacionamento automóvel. Dizia ele que desde que tomou posse já criou 22 parques de estacionamento, mais 3000 lugares, com recursos públicos.
Faz sentido haver quartos por 500€/mês em Lisboa, e a CML usar os seus recursos públicos para garantir mais uns milhares de estacionamento a preço simbólico? Faz sentido Lisboa reclamar mais financiamento do resto do país para os seus transportes públicos, quando esbanja assim em automóveis?

 

publicado por MC às 13:24
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito (1)

subscrever feeds

autores

pesquisar

posts recentes

CML acha que é sua função...

As portagens não chegam a...

Agora é Pontevedra a most...

Portugueses, o segundo po...

Será Lisboa a cidade mais...

EMEL manda os automobilis...

Fernando Medina, olhe par...

Super-quarteirões em Barc...

A revolução anti-automóve...

A ineficência do automóve...

tags

lisboa

ditadura do automóvel

ambiente

bicicleta

cidades

portugal

peões

estacionamento

sinistralidade

carro-dependência

transportes públicos

bicicultura

economia

espaço público

comboio

auto-estradas

automóvel

trânsito

energia

portagens

todas as tags

links

arquivos

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Outubro 2017

Setembro 2017

Julho 2017

Junho 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006