Terça-feira, 4 de Março de 2008

E ainda há quem ache que a EMEL é um monstro

Do Courrier Internacional de Fevereiro:

A Câmara Municipal de Seelow, na Alemanha, castiga o reincidente esvaziando-lhe os pneus. Mais de mil facturas enviadas sem êxito (...). Um funcionário instala no automóvel dos maus pagadores um aparelho que esvazia as câmaras-de-ar. (...) Em Frankfurt (...) [chega-se] ao leilão forçado.

Agora que o governo deixou de pagar, e bem, subsídios e descontos nos impostos a quem tem longas dívidas ao Estado, porque não fazer o mesmo às multas?
tags:
publicado por MC às 21:59
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De Tárique a 5 de Março de 2008 às 16:08
Já me ocorreu falar com um jurista e perguntar qual é o enquadramento legal se eu, a título de cidadão, bloquear um carro mal estacionado?

Se eu, exercendo cidadania, esvaziar, sem danificar, os pneus a um carro mal estacionado, deixar um bilhete no pára-brisas e na janela dizendo "Esvaziei os pneus por estar estacionado em cima do passeio. A polícia foi notificada. Obrigado"

Estarei a cometer algum crime, ao fazer isto? Se estou, qual?

Penso que seria uma solução eficaz. Na minha zona há sempre carros estacionados em cima do passeio onde passa a passadeira para deficientes.


http://osocio.org/message/im_a_asshole_and_i_park_wherever_i_please/
De MC a 5 de Março de 2008 às 16:35
É uma boa questão.

Na Alemanha há um activista anti-automóvel que ficou famoso por desrespeitar todas as normas que restringem a mobilidade dos peões (e são às dezenas) e por passar literalmente por cima de automóveis mal estacionados...
Lembro-me de ter lido que um tribunal o desculpou de ter danificado um carro exactamente porque o carro não deveria estar ali.

Não posso dizer que nunca o fiz... mas o mais comum é mesmo "entortar" retrovisores e levantar as limpa- parabrisas.

Quanto ao autocolante, andava com a ideia de fazer uma coisa bem semelhante, um bocado inspirado no que escrevi no post de bogotá (os cartões vermlhos para os automobilistas). Poder-se-ia distribuir por vários blogs (fazer daquilo um "standard") para o pessoal por nos para-brisas.
De Strider a 6 de Março de 2008 às 11:35
Métodos provocatórios como as que são sugeridas neste tópico não me parecem a melhor forma de resolver o problema. Ninguém aqui é dono da moralidade e com certeza que todos nós (eu incluído ) efectuamos acções que são condenáveis (por vezes nos apercebemos disso mas não medimos as consequências , outras vezes nem nos apercebemos que estamos a fazer algo errado). Provocar um prevaricador , tem muitas vezes o efeito contrário: vingança.

Tendo em contas estas duas questões: a) Ninguém nos dá direito de sermos juiz e executores da moralidade e b) Efeito negativo das acções provocatórias independentemente do seu valor, penso que há outras formas mais eficientes de fazer a pessoa mudar os seus maus comportamentos.
De Anti MC e Anti Emel a 24 de Outubro de 2008 às 12:36
hás de vir cá meter publicidade no meu carro paneleiro do caralho, apanho-te sozinho e fodo-te a boca toda e ainda te cago em cima cabrao do caralho, larga as drogas Ambientalista de merda aproveita e compra um selin para nao andares sempre com o espigão enfiado no cu que andas a empurrar a merda para o cerebro e depois apanhas com ideias de merda.
De Anti MC e Anti Emel a 24 de Outubro de 2008 às 12:29
oh Drogado do caralho, as ganzas andam-te a fazer mal á moleirinha, has de vir cá esvaziar-me os pneus que enfio-te um biqueiro pelo cu a dentro com tanta força que te rebento o acne com a onda de choque, fodo-te a bicicleta toda vais ver!
De MC a 24 de Outubro de 2008 às 17:17
Ah! ah! ah!
obrigado pela risota que provocaste! :)
De Anti MC a 15 de Janeiro de 2009 às 20:13
Ri-te paneleiro do caralho, quando caires do selin abaixo logo choras
De MC a 15 de Janeiro de 2009 às 21:53
:)

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Nova rede ciclável de Lis...

Caça à multa ou ao dispar...

O estacionamento como fun...

Tuk-tuks e as bicicletas,...

Os peões e as bicicletas ...

O excesso de velocidade d...

A mobilidade sustentável ...

O lado "verde" do apoio a...

10 Dicas para a bicicleta...

A EMEL vai investir 40 mi...

tags

lisboa(222)

ditadura do automóvel(211)

ambiente(204)

bicicleta(157)

cidades(113)

portugal(112)

peões(102)

sinistralidade(74)

carro-dependência(67)

estacionamento(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(57)

espaço público(57)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(38)

trânsito(31)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006