Sexta-feira, 29 de Fevereiro de 2008

Bogotá

Há meses que queria fazer um apanhado da história de Bogotá, capital da Colômbia, que com pouco dinheiro se tornou num famosíssimo exemplo de mobilidade sustentável. O blog Carectomy tratou disso e fez um interessante resumo sobre a cidade dos TransMilenio (os autocarros expresso que funcionam tipo metro e que andam a velocidades médias 2 ou 3 vezes maiores que os da Carris), da Ciclovia (dia sem-carros semanal) e do centro urbano devolvido às pessoas.
A provar que basta querer...

Alguns excertos:

Sobre as campanhas radicais de mudanças de mentalidade e comportamento (ou campanhas anti-egoísmo diria eu):
Cards, red on one side and white on the other, distributed among citizens and used as in football (soccer) games to show approval or disapproval of actions — particularly of car drivers

 -Mimes in the streets that taught automobile drivers to respect pedestrian crossings, to use seatbelts, and to minimize the honking of horns

-Actors dressed as monks encouraging people to reflect on noise pollution


Peñalosa envisioned a pedestrian-friendly city and endeavored to make it reality. He spoke of “a city that today seems utopian, with trees, bicycles, beautiful sidewalks, full of parks, with clean rivers, lakes, libraries, clean, egalitarian…” Peñalosa improved and expanded mass transit, planted trees, improved pedestrian walkways, traffic signals, and lighting, restricted citizen’s use of cars, expanded bicycle paths, enhanced public space, and installed barriers to prevent cars from parking on sidewalks (which was common). Store owners were so enraged by this measure, which they thought would jeopardize customer parking—and, thus, their business, that Peñalosa was nearly impeached. Ultimately, however, Penalosa won the popularity contest, with over 40% of residents rating his performance in office as “excellent”.

Peñalosa discouraged automobile use, calling cars “the worst threat to quality of life of this city.”

publicado por MC às 20:56
link do post | comentar | favorito

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Nova rede ciclável de Lis...

Caça à multa ou ao dispar...

O estacionamento como fun...

Tuk-tuks e as bicicletas,...

Os peões e as bicicletas ...

O excesso de velocidade d...

A mobilidade sustentável ...

O lado "verde" do apoio a...

10 Dicas para a bicicleta...

A EMEL vai investir 40 mi...

tags

lisboa(222)

ditadura do automóvel(211)

ambiente(204)

bicicleta(157)

cidades(113)

portugal(112)

peões(102)

sinistralidade(74)

carro-dependência(67)

estacionamento(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(57)

espaço público(57)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(38)

trânsito(31)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006