Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008

Egoísmo extremo

Esta notícia do JN sobre a estacionamento ilegal em Alcântara é hilariante pelas atitudes e citações que apresenta. Mostra bem o extremo egoísmo de quem acha que pode pôr o seu popó onde lhe apetecer. E isto também está bem patente na escolha de palavras do jornalista, que por vezes apresenta os transgressores como coitadinhos.

As multas e o bloqueamento de viaturas em Alcântara estão a deixar comerciantes e moradores com os nervos em franja. A presença mais assídua da Polícia Municipal, desde Dezembro, na sequência de queixas de munícipes, fez com que o estacionamento se transformasse numa dor de cabeça. A falta de espaço obriga à transgressão [obriga à transgressão? Que tal estacionar mais longe ou num parque?] e esta leva à multa. Até o presidente da Junta de Freguesia, José Godinho, veio gritar um "basta" através de uma carta aberta ao vice-presidente da Câmara de Lisboa.
"O negócio está péssimo. Quem é que pára aqui para mandar fazer uma chave por um euro para depois pagar 60 de multa?", questiona Luís Correia. (...) [Porque é que os comerciantes culpam sempre o estacionamento, em vez de procurarem as razões dos maus resultados na sua própria loja, como acontece em lojas antiquadas e desagradáveis da Baixa de Lisboa? Curioso também que nas cidades europeias, a "animação" das lojas costuma ser anti-proporcional ao número de automóveis].
José Manuel Soares, que dá apoio a uma familiar idosa residente na Calçada da Tapada, não podia estar mais insatisfeito. "Dantes estacionava em cima do passeio. Depois de me terem bloqueado as rodas fui colocar o carro no parque de estacionamento (a poucos metros, sob o viatudo da ponte) e roubaram-me o automóvel. Apareceu três dias depois todo danificado", contou ao JN.
José Godinho, presidente da Junta de Freguesia de Alcântara, fala em "excesso de zelo", por parte da Polícia Municipal, na Rua Leão de Oliveira, sobretudo quando "bloqueia ou reboca viaturas que estão estacionadas em passeios larguíssimos". Segundo o autarca, "fica livre mais de metro e meio de passeio para os peões poderem circular".
Mas que raio de político é este que defende os seus munícipes transgressores em vez das vítimas?
Obrigado Hugo
publicado por MC às 16:44
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Ricardo Coelho a 21 de Fevereiro de 2008 às 16:25
Um metro e meio para peões... quanta generosidade! Se bem que pode ser discriminatório em relação aos obesos .
Com gente assim não vamos longe. Acho espantoso como até os maiores defensores da moral, dos bons costumes, da lei e da autoridade se transformam em libertários quando falam das regras de trânsito. Desgraçado do polícia que cumpre o seu dever, multando os infractores!
De Frederico a 21 de Fevereiro de 2008 às 17:01
O mais giro é que provavelmente a grande maioria dos prevaricadores nem são seus eleitores, serão de outras freguesias, para não dizer de fora de Lisboa.
De João Leonardo a 24 de Fevereiro de 2008 às 16:55
"Mas que raio de político é este que defende os seus munícipes transgressores em vez das vítimas?"
É um politico português!
De dina a 26 de Fevereiro de 2008 às 11:04
Não vi esta notícia no JN, senão também já a tinha referido no meu blog, de tão absurda que é a imagem e o texto. Há uns tempos trabalhei num sítio, que mesmo com bons lugares de estacionamento, as pessoas preferiam estacionar em 2ª fila por exemplo, pois ficava mesmo à porta do café ou do mini-mercado...

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

É fisicamente impossível ...

Se o estacionamento não f...

O planeamento urbano cent...

Mais estradas não resolve...

E também não, um carro em...

Não, um carro estacionado...

Até na OMS há preocupaçõe...

Os supermercados que cobr...

Até as multas ao estacion...

Comércio local cresce

tags

lisboa(224)

ditadura do automóvel(215)

ambiente(208)

bicicleta(157)

cidades(114)

portugal(113)

peões(103)

sinistralidade(74)

estacionamento(71)

carro-dependência(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(58)

espaço público(58)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(39)

trânsito(33)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Setembro 2017

Julho 2017

Junho 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006