Segunda-feira, 14 de Janeiro de 2008

A necessidade de parquímetros explicada a crianças

Mais um filme da StreetFilms que dá outro argumento para a existência de parquímetros nas cidades, neste caso o argumento da necessidade de haver uma grande rotação dos lugares de estacionamento para que não haja ainda mais congestionamento (e ruído e poluição) causado pelos carros à procura de estacionamento. Por sua vez isto ajuda as cargas e descargas e a acabar com segundas filas. E como todos os que andam de autocarro na cidade sabem, esta é também a principal razão pela qual o serviço não é melhor.
A receita é simples: um pequeno custo para poucos que traz ganhos a muitos... (mas como em tudo ligado à ditadura do automóvel o egoísmo impera o que não torna as coisas nada fáceis).

De São Francisco chega uma ideia relacionada bem engenhosa através do Carectomy (um engraçado título para um blog, que em português seria algo como carroctomia ou seja a remoção cirúrgica do automóvel): colocar os preços do estacionamento à superfície mais elevados do que os dos parques subterrâneos. Assim o primeiro reflexo dos automobilistas é estacionar nos parques, em vez de andar às voltas à procura de um lugar.

Ainda ligado a este problema, julgo ter sido esta razão pela qual se acabou em Lisboa com o estacionamento à superfície na Avenida Fontes Pereira de Melo: a enorme quantidade de carros que ou andava devagar ou fazia manobras para estacionar só atrapalhavam ainda mais os transportes públicos. Agora é só aumentar os anémicos passeios - onde eles ainda existem - e espalhar a ideia pelo resto das avenidas.

Adenda: (19 de Janeiro) Nem de propósito, numa conferência ontem no Porto foi dito exactamente o mesmo que aqui escrevi. 40% ou 50% do trânsito no centro das cidades é de condutores á procura de lugar para estacionar, e a melhor forma para resolver isto é aumentar os preços de estacionamento na rua ou pura e simplesmente acabar com o estacionamento.
publicado por MC às 16:58
link do post | comentar | favorito

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Ferrovia vs Rodovia em Po...

Dieselgate, só por si, ca...

Emissões da rodovia aumen...

Emissões CO2 de baterias ...

Santos Populares vs Carro...

Documentário de 1973 da R...

Acabou a maior vergonha n...

Nova rede ciclável de Lis...

Caça à multa ou ao dispar...

O estacionamento como fun...

tags

lisboa(224)

ditadura do automóvel(211)

ambiente(208)

bicicleta(157)

cidades(113)

portugal(113)

peões(103)

sinistralidade(74)

estacionamento(68)

carro-dependência(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(57)

espaço público(57)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(39)

trânsito(31)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Junho 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006