Quarta-feira, 2 de Janeiro de 2008

Petróleo a 100 dólares

O preço do petróleo no mercado americano atingiu esta tarde os 100 dólares pela primeira vez. Este acto é apenas simbólico tanto porque o 100 não significa nada e porque a subida dos últimos meses/anos se deve mais à descida do dólar do que à subida do petróleo (ou seja para nós europeus, que pagamos em euros, a subida tem sido bastante ligeira).
E por ser simbólica é altura de festejar porque é chegado o momento de a sociedade se aperceber que a nossa dependência de um combustível fóssil era excessiva, e de pensarmos de uma vez por todas em criar um mundo sustentável. É de festejar porque esta dependência, que causa tantas guerras, poluição, alterações climáticas, ditaduras do petróleo, etc... é finalmente posta em causa. Não foi a humanidade que foi capaz de resolver o problema de antemão, mas foi o "mercado" que nos impôs este momento para pensar e mudar de rumo. Paciência, mais vale tarde do que nunca.
Bem sei que isto no curto-prazo é mau, mas por ser inevitável, quanto mais cedo acontecesse melhor. Finalmente o abuso do petróleo vai começar a pagar um preço justo (infelizmente o dinheiro vai parar às piores mãos, mas enfim). Finalmente haverá vantagens condignas para quem faz um uso racional dos combustíveis. Finalmente vamos (ter que) alterar a nossa economia, os nossos transportes e a nossa indústria para uma versão mais amiga do ambiente.
Em França, vários grupos vão festejar este evento no sábado. Será que por cá...
publicado por MC às 19:09
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De cadeiradopoder a 2 de Janeiro de 2008 às 19:44
Concordo que quanto maior e mais brutal for a subida mais depressa irão aparecer as alternativas ao petróleo. A descida do dólar e a escalada nos preços nos EUA é uma espécie de justiça poética!
De Romeu Gerardo a 2 de Janeiro de 2008 às 21:21
O ser humano sempre foi caracterizado por fenómenos de histerismos, e a questão petróleo é uma delas. O facto de haver problemas nos países produtores de petróleo, da India e China estarem a consumirem e a precisarem de petróleo para o desenvolvimento da economia e da questão do dólar face ao euro, não deveriam ser razões para a subida do petróleo. Na minha opinião estamos assistir a um flagrante (e último) episódio de oportunismo dos produtores de petróleo, porém é um claro sinal de alerta, pois afinal temos mesmo que tomar outro rumo antes que seja mesmo tarde demais.
De yodleri a 3 de Janeiro de 2008 às 18:10
Vocês vão lá discutindo o preço do petróleo enquanto eu vou substituindo o vinho da adega por umas garrafitas do dito. E quando surgirem os primeiros tascos alternativos para fumadores de classe, os "vipes" da fórmula1 , as meninas da playboy e os políticos que apregoam serem incentivadores do desporto & Co, eu lá estarei para servir umas garrafinhas durante o jantar afim de que a nata da sociedade tenha um bom jantar à luz duma candeia de petróleo.
Mas vocês têm razão... Há muitos anos o Pedro Barroso escreveu uma cantiga... "Mas o mundo não é uma máquina, pode um dia vir-se a esgotar..." tinha razão, tambem.
Eu há anos que me debato com problemas energéticos sem perceber nada do assunto, mas vou aprendendo... Uma questão que me deixa pensativo é a maioria dos aparelhos eléctricos que temos em
casa possuirem um adaptador de corrente que consome energia sem razão... será que ninguem é capaz de resolver este assunto? Porque lembrem-se de que a maior parte da energia eléctrica é produzida em centrais nucleares... e o mundo não é uma máquina...

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Nova rede ciclável de Lis...

Caça à multa ou ao dispar...

O estacionamento como fun...

Tuk-tuks e as bicicletas,...

Os peões e as bicicletas ...

O excesso de velocidade d...

A mobilidade sustentável ...

O lado "verde" do apoio a...

10 Dicas para a bicicleta...

A EMEL vai investir 40 mi...

tags

lisboa(222)

ditadura do automóvel(211)

ambiente(204)

bicicleta(157)

cidades(113)

portugal(112)

peões(102)

sinistralidade(74)

carro-dependência(67)

estacionamento(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(57)

espaço público(57)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(38)

trânsito(31)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006