Quinta-feira, 27 de Dezembro de 2007

Mais um excelente exemplo de Bogotá

Não é só pela excelente rede de transportes públicos (baseada apenas em autocarros mostrando assim que a vontade política para resolver os problemas é bem mais importante que o dinheiro), pelo animado centro da cidade onde os carros são mal-vindos e pela enorme rede de ciclovias que Bogotá é famosa. Todos os domingos de manhã as ruas são devolvidas a quem elas pertenceram durante séculos e a quem lhes dá vida em vez de ruído, stress e poluição, as pessoas. São 110km de ruas para passear, andar de patins ou bicicleta, jogar à bola, barraquinhas, etc...
Mais um video da StreetFilms:
publicado por MC às 12:12
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De MC a 27 de Dezembro de 2007 às 12:36
Entretanto reparei que o Cenas a Pedal já tinha este video.. Aqui fica o link com os comentários da Ana:
http://www.cenasapedal.com/blog/2007/11/26/ciclovia/
De iGreen a 28 de Dezembro de 2007 às 11:30
Ai quem me dera... que na cidade onde vivo, uma dia isto pudesse ser assim. Moro numa cidade com praia (uma das mais conhecidas do país), mas já lá não ponho os pés há mais de 5 anos!! Porquê? Porque tenho que ir de carro! E não me apetece nada ter que me enfiar numa lata escaldante para andar às voltas à procura de um estacionamento. E tenho que usar o carro porque a rede de transportes públicos é quase uma rede fantasma: escassa, desajustada (não evoluiu com a cidade) e para obter informações sobre trajectos e horários é preciso ir até ao terminal rodoviário (na ot ponta da cidade!). Tenho que ir de carro porque a ciclovia só enfeita uma pequena parte da cidade (é mais para enfeitar do que para usar!!) e porque tenho que usar algumas vias onde, apesar do limite de velocidade ser 50Km, os automobilistas se desolocam de forma tão alucinada que mais parece estarem num autodromo. E tenho medo, confesso. Tenho mesmo medo.
De MC a 2 de Janeiro de 2008 às 11:22
Sem conhecer o local é difícil comentar, mas a melhor maneira para vencer o medo, aliás a melhor maneira para não haver perigo, é conduzir a bicicleta como se de um carro tratasse. Ir pela berma é perigoso, mas ir pelo meio da via obriga os automobilistas a terem o mesmo cuidado que teriam com outro veículo lento.
Claro que se ouve uma buzinadela ou outra, mas todos temos direito a usar a estrada de um modo seguro. A bicicleta atrapalha? Basta imaginar todos os automobilistas a andarem todos de bicicletas e todos de automóvel, para perceber quem atrapalha mais (é nisso que penso quando sou abençoado com aquela barulheira). E pronto, basta ser teimoso :)

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Se o estacionamento não f...

O planeamento urbano cent...

Mais estradas não resolve...

E também não, um carro em...

Não, um carro estacionado...

Até na OMS há preocupaçõe...

Os supermercados que cobr...

Até as multas ao estacion...

Comércio local cresce

Ferrovia vs Rodovia em Po...

tags

lisboa(224)

ditadura do automóvel(214)

ambiente(208)

bicicleta(157)

cidades(114)

portugal(113)

peões(103)

sinistralidade(74)

estacionamento(71)

carro-dependência(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(58)

espaço público(58)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(39)

trânsito(33)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Julho 2017

Junho 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006