Domingo, 5 de Novembro de 2006

Milão introduz portagens urbanas

Depois de Singapura, Londres e Estocolmo, a cidade de Milão decidiu introduzir portagens para o centro da cidade.

Entretanto o sistema de Estocolmo está suspenso depois do período experimental que acabou em Setembro. Em Outubro a população apoiou a sua continuação em referendo, mas dada a mudança de governo ficou tudo em banho-maria.

Público, 5/11/2006

Milão vai ter portagens urbanas em fevereiro

Mais de meio milhão de viaturas entram diariamente na cidade; residentes estão isentos

O município de Milão anunciou que, a partir de 19 de Fevereiro do próximo ano, irá iniciar uma experiência colocando na cidade portagens que visam desmotivar a entrada de viaturas na cidade. Trata-se de uma medida que tem como objectivo reduzir os níveis de poluição e, ao mesmo tempo, descongestionar o tráfego.
Os residentes que se apresentem em carro próprio estarão livres de qualquer pagamento, mas todos os outros, para poderem circular dentro da cidade, deverão pagar uma quantia que ronda entre os dois e os dez euros, consoante o nível de partículas poluentes emitidas pelas respectivas viaturas.
(...)
Segundo declarações do responsável pelo tráfego de Milão, Eduardo Croci, a taxa a aplicar irá afectar 45 por cento dos automobilistas e 94 por cento das viaturas comerciais que diariamente circulam na cidade. A medida será válida para os dias úteis, entre as 7h e as 18h.
Os estudos ambientais citados por Croci ao jornal La Stampa referem que entram diariamente em Milão mais de 500 mil viaturas, sendo estas em grande parte responsáveis por níveis de poluição atmosférica que ultrapassa em 150 pontos percentuais os limites recomendados.

publicado por MC às 14:51
link do post | comentar | favorito

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Nova rede ciclável de Lis...

Caça à multa ou ao dispar...

O estacionamento como fun...

Tuk-tuks e as bicicletas,...

Os peões e as bicicletas ...

O excesso de velocidade d...

A mobilidade sustentável ...

O lado "verde" do apoio a...

10 Dicas para a bicicleta...

A EMEL vai investir 40 mi...

tags

lisboa(222)

ditadura do automóvel(211)

ambiente(204)

bicicleta(157)

cidades(113)

portugal(112)

peões(102)

sinistralidade(74)

carro-dependência(67)

estacionamento(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(57)

espaço público(57)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(38)

trânsito(31)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006