Segunda-feira, 5 de Novembro de 2007

Ironia macabra


Enorme cartaz publicitário a alguns passos do local onde foram mortas duas mulheres por atropelamento no Terreiro do Paço. Infelizmente a foto (tirada durante a concentração da ACA-M ) ficou cortada, mas o que se lê nas letras gordas é "QUANTOS SÃO?". A frase está na realidade a chamar a atenção para o número de cavalos do SUV, mas é a frase típica de quem quer "andar à porrada".
Porque é que a cultura do automóvel tem sempre alguma violência implícita? 
publicado por MC às 20:13
link do post | comentar | favorito
10 comentários:
De tiago gonçalves a 6 de Novembro de 2007 às 01:28
"alguma violência"?!?!? só ALGUMA??!?! :S

para quando um controlo sobre está publicidade!?!?
De Farto de publicidade a carros a 6 de Novembro de 2007 às 13:23
Em França existem grupos de ataque à publicidade.

Para quando um grupo em Lisboa que começasse a atacar todos os outdoors com publicidade a carros? Dá vontade de começar já esta noite. É pegar em lâmpadas, fazer um furo na base de alumínio e enche-las com tinta. Depois é só atirá-las contra os outdoors.
De Farto de publicidade a carros a 6 de Novembro de 2007 às 13:24
Peguem numa revista semanal, tipo visão, e vejam quantos anúncios existem a carros. É página sim, página não.
De MC a 6 de Novembro de 2007 às 16:37
A Visão é de facto recordista... Na edição "verde" da semana passada (supostamente dedicada em 100% ao ambiente), a própria CAPA desdobrava-se e tinha um anúncio daqueles que são proibidos na Noruega: um híbrido que deixava para trás um ar limpo
De António C. a 6 de Novembro de 2007 às 23:33
Contei os anúncios a automóveis nessa edição. Penso que eram 11 marcas diferentes. Todas elas a puxar para o "verde".

Para quando uma limitação a esta publicidade enganosa?
De Tárique a 6 de Novembro de 2007 às 18:32
A capa do jornal gratuito METRO de hoje é emoldurada por um anúncio gigante ao opel corsa "C'mon".
A notícia de capa, emoldurada, é da acção da ACA-M. Por detrás de uma senhora a chorar vê-se esse cartaz, agressivo, a perguntar arrogantemente "Quantos são?"
De andreabordo a 6 de Novembro de 2007 às 20:24
Macabro, macabro, é o acidente da nacional 125 com um jovem sem carta que matou 2 pessoas ter ocorrido em frente a um outdoor da Mitsubishi L200. Isso é que é macabro!! Quantos São?? Já são quatro!!
De Anónimo a 12 de Novembro de 2007 às 21:37
Vocês aproveitam-se se coisas RIDÍCULAS e INÚTEIS apenas para demonstrar o vosso ÓDIO pelos automobilistas e seus automóveis, isto chegou a um ponto que até se aproveitam de um CARTAZ para atacarem a imprensa automóvel ...nem repararam em coisas bem mais susceptíveis como num blog aqui para trás puseram chamado "E se um carro incomoda muita gente" em que até puseram como fundo um VW Carocha, um automóvel que ajudou a mobilizar um PAÍS INTEIRO depois da 2ª guerra mundial, acariciado e amado por muitos, conhecido por todo o mundo...isso sim, DEVE INCOMODAR MUITA GENTE...os autores, sejam lá quem for, devem viver num mundo àparte em que sonham viver num mundo perfeito, mas à moda deles, em que os peões e ciclistas podem-se atirar-se à estrada que são sempre inocentes, num mundo em que apenas os gostos de alguns são respeitados e de outros desprezados, enfim, eu até podia fazer umas comparações mas não vou por aí...já não vale o esforço, tenham é cuidado com o que aqui põem. Deixem de ser egocêntricos e tentem ver o mundo pela prespectiva de outras pessoas e tentem perceber que nem toda a gente partilha os mesmos problemas.
De MC a 12 de Novembro de 2007 às 21:47
Não tenho o hábito de responder a comentários de bocas para o ar, mas como me chamou egocêntrico...
Experimente fazer o mesmo percurso a pé, de bicicleta, de autocarro e de carro numa cidade portuguesa (e já agora o mesmo numa cidade da europa do norte). Depois conversamos sobre quem é egocêntrico e quem é beneficiado.
De Anónimo a 13 de Novembro de 2007 às 19:50
Bem, não vale o esforço de fazer ouvir quem não quer...está aqui um blog no ar que não me deixa de surpreender. Não me vou chatear com dicussões que não levam a lado nenhum, até porque nem tempo tenho tempo para isso...Boa noite

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Não podemos estar indifer...

É fisicamente impossível ...

Se o estacionamento não f...

O planeamento urbano cent...

Mais estradas não resolve...

E também não, um carro em...

Não, um carro estacionado...

Até na OMS há preocupaçõe...

Os supermercados que cobr...

Até as multas ao estacion...

tags

lisboa(224)

ditadura do automóvel(216)

ambiente(208)

bicicleta(157)

cidades(114)

portugal(113)

peões(103)

sinistralidade(74)

estacionamento(71)

carro-dependência(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(58)

espaço público(58)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(39)

trânsito(33)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Julho 2017

Junho 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006