Segunda-feira, 8 de Outubro de 2007

Sintra é para carros não para pessoas

NOTA: São apenas três exemplos. Há dúzias de casos iguais para cada um deles.

Rua estreita na vila de Sintra, onde passam várias pessoas a pé.
Nem um passeio, nem um risco a lembrar os condutores que a rua não é só deles, nem sequer uma lomba para acalmar as velocidades.

Rua larga na vila de Sintra.
Como é suposto os peões passarem (sem levar um "sai daqui caralho ", como eu levei de um simpático condutor)?

Passeio na vila de Sintra.
E agora?
Como é que não passou pela cabeça dos "senhores" da Câmara fazer o passeio à volta da árvore, suprimindo um mísero lugar de estacionamento?
tags: ,
publicado por MC às 00:25
link do post | comentar | favorito
9 comentários:
De Zé da Burra o Alentejano a 8 de Outubro de 2007 às 16:35
E por onde passam os peões?
Porque acredito que a árvore é bastante mais velha do que a estrada e o passeio, parece-me que teria sido aconselhável desviar o passeio no local. É claro que é menos um automóvel a estacionar mas justifica-se e ainda é possível fazer a obra.
De fr a 27 de Outubro de 2007 às 07:57
PORRA!, o gajo deste blog deve mesmo detestar carros, está é chateado por não ter um, por isso a qualidade de vida dele é pior...não digo mais que a verdade, pois no nosso país quem não tem carro, tem uma pior qualidade de vida inferior, é um facto...
De fr a 28 de Outubro de 2007 às 18:06
...devem estar à espera que faça 200km de bicicleta e a pé...para não levar o ''pópó''...e mais umas lombas não ficavam mal, para ver se estrago a suspenção ou se faço uma travagem mais forte para que as rodas bloqueiem e eu vá contra um muro ou poste...aí sim, vocês dizem: Menos Um Carro!
De MC a 28 de Outubro de 2007 às 19:29
Não era isso que estava aqui em causa.. Falava apenas do espaço que é atribuido em quase exclusividade ao automóvel, sem a mínima preocupação por quem anda e passeia a pé.
De fr a 28 de Outubro de 2007 às 18:50
agora a sério: imaginem uma ambulância a deslocar-se com emergência, numa pequena localidade que tem lombas, de 50 em 50m (já existem localidades assim), e com um paciente...era agradável? acho que não...acho que num país civilizado esses obstáculos não devem existir, pois mesmo para uma pessoa que vai a cumprir limite de velocidade e código é sempre desagradável...então para um motard (ainda não vi niguém a referir-se a eles) é pior ainda, pois em duas rodas o impacto é mais seco...já agora: ainda não vi ninguém a referir-se à utilização de mota quer onde seja, não era uma boa solução para a falta de espaço? apenas escrevo aqui o que penso, nada mais...
De MC a 28 de Outubro de 2007 às 19:26
Caro fr,
recomendo este post sobre lombas:
http://menos1carro.blogs.sapo.pt/52911.html
Nos países mais "civilizados" da Europa, este tipo de lombas são bem mais comuns do que em Portugal, mas como digo no post, só nas ruas secundárias. Assim não se põe o problema das ambulâncias. E este tipo de lombas, por terem um perfil suave (as nossas têm um solavanco) , não perturbam as duas rodas (experiência própria)!

Quantas às motas e o espaço, de facto são claramente vantajosas! Se todos trocassem o automóvel por uma mota, desapareceriam de um dia para o outro TODOS as filas de trânsito, os problemas de estacionamento, as buzinadelas, etc... Têm um grande senão: o ruído. As cidades do sul de Itália conseguem ser ainda mais barulhentas que as nossas.
De fr a 29 de Outubro de 2007 às 19:39
quanto ao ruído depende, se todos quiserem altas máquinas como cbr's 1000 ou 600 ou suzuki's gsx-r esqueçe, além do ruído os acidentes seriam bem mais frequentes...seria um desperdício, contudo há motas como cb250, gs500 que não fazem muito ruido, são económicas e ágeis, são baratas e fiáveis, de certeza uma boa solução para as cidades com mais movimento...
De paulo a 8 de Junho de 2016 às 11:44
E os acidentes que os turistas têm com os Tuk Tuks, têm conhecimentos disso??? Já houve vários acidentes por não terem travões nas descidas e os motoristas pedem aos passageiros para SALTAREM!! e resultaram em fracturas de fémures, faces etc! Creio que a seguradora desta empresa tuk tuk não deve ter conhecimento, pois os turistas accionam as seguradoras das agências de viagens que não têm culpa nenhuma e acabam por assumir as despesas de saúde. Deviam de ser processados pois não oferecem qualquer segurança aos passageiros.
De Cristina a 4 de Agosto de 2016 às 19:36
E os embates que eles dão nos carros e fogem??? Ontem qual não foi o meu espanto quando chego ao pé do meu carro estacionado na Avenida Augusto Freire e tenho as duas portas metidas para dentro, por acaso ia um sr idoso a passar e me alertou do ocorrido. São pessoas irresponsáveis e descuidadas. Esse tipo de transporte devia deixar de existir!

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Nova rede ciclável de Lis...

Caça à multa ou ao dispar...

O estacionamento como fun...

Tuk-tuks e as bicicletas,...

Os peões e as bicicletas ...

O excesso de velocidade d...

A mobilidade sustentável ...

O lado "verde" do apoio a...

10 Dicas para a bicicleta...

A EMEL vai investir 40 mi...

tags

lisboa(222)

ditadura do automóvel(211)

ambiente(204)

bicicleta(157)

cidades(113)

portugal(112)

peões(102)

sinistralidade(74)

carro-dependência(67)

estacionamento(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(57)

espaço público(57)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(38)

trânsito(31)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006