Quarta-feira, 19 de Setembro de 2007

O futuro está a chegar

Torres Vedras penaliza quem estacionar no centro da cidade

A Câmara de Torres Vedras vai instalar parquímetros em toda a cidade no início do próximo ano, penalizando o estacionamento na proximidade do centro histórico para obrigar os automobilistas a utilizarem o transporte público.

Todo o estacionamento vai ser cobrado e deixa de haver estacionamento gratuito nas artérias da cidade, explicou à Lusa o presidente da Câmara, Carlos Miguel, revelando que as novas regras para estacionar o automóvel na cidade deverão entrar em vigor no início de 2008, muito provavelmente no primeiro trimestre.

Segundo o autarca, a filosofia é efectivamente penalizar o estacionamento das zonas mais centrais, onde a tarifa poderá ter um custo de 60 cêntimos na primeira hora, sendo agravada para um euro nas restantes, para que a pessoa que vai trabalhar e precisa de seis ou sete horas de estacionamento opte por estacionar no Parque Regional de Exposições, onde paga 50 cêntimos por um dia inteiro ou cinco euros por mês, e vir no Vaivém para o seu local de trabalho, exemplifica.

Em meados deste ano, a autarquia colocou em funcionamento um sistema urbano de transportes públicos gratuitos até ao centro da cidade para quem estacionasse no parque periférico (mil lugares disponíveis), mas os autocarros circulam vazios.

É um instrumento de mobilidade que está muito aquém das expectativas, reconhece Carlos Miguel, tendo em conta que a linha «Vaivém», apesar de dispor de 11 paragens percorridas de 10 em 10 minutos, tem uma média de 20 utilizadores ao dia.

A medida tem como objectivos criar maior rotatividade no estacionamento e libertar lugares para os moradores.

A autarquia vai distribuir cartões de residente, permitindo a cada morador dispor de um ou dois lugares [fixos] para estacionar a viatura no local da sua residência, mediante o pagamento de dez euros ao ano.

O plano de mobilidade tem associada a deslocalização da rodoviária do centro da cidade para o Parque Regional de Exposições, onde será construído o novo terminal pelo valor estimado de 1,3 milhões de euros.

Já encomendámos o projecto e estamos a trabalhar para conseguir financiamento para executar o projecto em 2008/2009, adiantou o autarca.

A autarquia quer acabar com as mais de 500 viaturas que estacionam nas imediações da Rodoviária, porque são pessoas que deixam aí o carro o dia inteiro para apanhar o transporte que as levará a Lisboa, devendo o actual espaço ser transformado em parque de estacionamento, com capacidade para 270 viaturas.

O novo regulamento de estacionamento deverá entrar em discussão pública ainda este mês e entra em vigor depois de votado pela Câmara, sendo uma peça fundamental do Plano Estratégico de Mobilidade (elaborado pelo Instituto Superior Técnico) aprovado este mês em sessão de Câmara.


Diário Digital / Lusa
publicado por TMC às 11:13
link do post | comentar | favorito

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Não podemos estar indifer...

É fisicamente impossível ...

Se o estacionamento não f...

O planeamento urbano cent...

Mais estradas não resolve...

E também não, um carro em...

Não, um carro estacionado...

Até na OMS há preocupaçõe...

Os supermercados que cobr...

Até as multas ao estacion...

tags

lisboa(224)

ditadura do automóvel(216)

ambiente(208)

bicicleta(157)

cidades(114)

portugal(113)

peões(103)

sinistralidade(74)

estacionamento(71)

carro-dependência(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(58)

espaço público(58)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(39)

trânsito(33)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Julho 2017

Junho 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006