Segunda-feira, 19 de Dezembro de 2011

Praças: prioridade exclusiva aos automóveis?

O blogue A Nossa Terrinha, em mais brilhante post, descobriu que há um local na Praça do Saldanha (umas das praças centrais de Lisboa) onde o peão tem de esperar por SEIS semáforos para atravessar uma rua apenas. É mais uma prova que o espaço urbano lisboeta é pensado com um objectivo exclusivo: facilitar a circulação automóvel.

Nessa zona da cidade comparei há uns tempos o mesmo percurso feito de carro, e a pé. Resultado: o peão espera 17 vezes mais pela passagem dos automóveis, do que o automóvel espera pelo peão. Argumentar que facilitar a passagem dos peões atrasaria a circulação automóvel, é por isso um absurdo (ou sinal de alguns valores morais trocados).

 

O Marquês de Pombal (Lisboa) é outro exemplo assim. Atravessa-lo a direito (o que já foi permitido em tempos) seriam apenas 125m para os peões, mas neste momento eles são empurrados para bem longe da praça. Numa das travessias (Av. Liberdade) o peão nem pode contornar a praça, sendo obrigado a caminhar até ao quarteirão seguinte para atravessar! Nas outras, o peão é obrigado a várias esperas e afastar-se da praça. Resultado: o peão demora 8 minutos a atravessar a praça de um lado ao outro. 

 

Mas será que a solução lisboeta é incontornável? Será que as praças cheias de trânsito são obrigatoriamente inimigas dos peões?

Veja-se o que se passa no Arco do Triunfo em Paris (bem maior que o Marquês e o Saldanha): 

 

 

Em todas as saídas, o peão pode atravessar directamente sem se afastar da praça, e apenas com um semáforo.

Então e na Praça de Espanha, em Barcelona? 

 

 

Atravessamento na praça só com um semáforo.

E na Columbus Circle em Nova Iorque?

 

 

Atravessamento na praça só com um semáforo.

 

................................................................................................

A LER:

A Agência Europeia para o Ambiente volta a avisar: o sector automóvel continua a ter o pior contributo e esforço no combate às alterações climáticas na Europa.

 

 

 

 

 

publicado por MC às 12:02
link do post | comentar | favorito
7 comentários:
De Aluguer de Carros a 22 de Dezembro de 2011 às 12:49
Pelo que li concluo que temos ainda muito aprender com os outros países.
De JT a 5 de Janeiro de 2012 às 15:23
Qual é a entidade reguladora dos semáforos em Lisboa?

Um assunto fora do tópico http :/ sol.sapo.pt /inicio/Sociedade/Interior.aspx?content_id=37963

que contraria a minha percepção quanto à cultura do automóvel portuguesa.
De MC a 5 de Janeiro de 2012 às 16:24
Entitade reguladora dos semáforos?? Como assim? É a CM que os põe onde lhe apetece.

Quanto à notícia do SOL, é difícil verificar a veracidade dos números. Fui à página da European Automobile Manufacturers Association e os dados são um pouco estranhos.
1. Quanto à idade, é possível que tenhamos uma média baixa. É um facto que a venda de automóveis novos em Portugal (por habitante) tem um valor mais baixo que outros países. E não é de agora.
2. Quanto à taxa de motorização, a ACEA vai buscar uns dados estranhos do Eurostat. Aqui há a dizer que o próprio Eurostat se contraria várias vezes. O Eurostat dá valores muito diferentes conformes os relatórios.
Mas há uma fonte muito mais credível, e que prova que os dados da ACEA estão ERRADOS: os dados do Instituto de Seguros de Portugal, que indica o número exacto de carros a pagar seguro em Portugal, 4,8 milhões, logo são mais que o tal número indicado pelo SOL. E há ainda a somar carros que não estão segurados, os carros ligeiros comerciais, etc.
De JT a 5 de Janeiro de 2012 às 16:47
Obrigado pelos esclarecimentos. Eu falei na "entidade reguladora" dos semáforos porque na zona onde moro há semáforos para peões que ficam vermelhos entre 40 a 60 segundos antes dos carros puderem avançar. E os carros só circulam num sentido! É claramente uma situação absurda provocada por alguém que faz muito mal o seu trabalho...
De MC a 5 de Janeiro de 2012 às 16:55
Pois! Há casos em que dá para atravessar a pé 10 vezes durante o período em que está vermelho para ambos.
Pode-se escrever ao departamento de tráfego da CML, mas não garanto que valha a pena.

Já escrevi algumas vezes, e eles negaram sempre o que eu dizia! Só me apeteceu gravar um vídeo, enviar por DVD, e ver se eles voltavam a dizer o que disseram... mas com a atitude que tiveram, nem me apeteceu.

Já agora onde escrevi "média baixa" queria dizer "média alta"
De MC a 5 de Janeiro de 2012 às 16:59
E um link do Eurostat, com números totalmente diferentes dos números da ACEA que têm como base... o próprio Eurostat:

http://europa.eu/rapid/pressReleasesAction.do?reference=STAT/06/125&format=HTML&aged=1&language=EN&guiLanguage=en

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Nova rede ciclável de Lis...

Caça à multa ou ao dispar...

O estacionamento como fun...

Tuk-tuks e as bicicletas,...

Os peões e as bicicletas ...

O excesso de velocidade d...

A mobilidade sustentável ...

O lado "verde" do apoio a...

10 Dicas para a bicicleta...

A EMEL vai investir 40 mi...

tags

lisboa(222)

ditadura do automóvel(211)

ambiente(204)

bicicleta(157)

cidades(113)

portugal(112)

peões(102)

sinistralidade(74)

carro-dependência(67)

estacionamento(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(57)

espaço público(57)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(38)

trânsito(31)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006