Segunda-feira, 31 de Janeiro de 2011

Espelho

Lisboa não é uma cidade com menos de 500 000 cidadãos e alguns subúrbios-dormitório com quatro vezes mais população.

 

Lisboa está bastante bem povoada, chega a cerca de milhão e meio de cidadãos durante os dias da semana. Os seus cidadãos têm contudo um horário esquisito. Dormem das 9h às 19h e depois vão trabalhar para os subúrbios e só começam a regressar a casa outra vez pelas 9h. Aos fins-de-semana vão passear para fora.

 

Para estes cidadãos vale a pena viver em Lisboa. A cidade dá-lhes quase tudo. Os cidadãos de Lisboa não têm problemas de habitação. Ela é  extremamente barata, e sempre que não existe um espaço disponível para alugar, podem ocupar um. É permitido aos cidadãos permancerem temporariamente num espaço dos não cidadãos. Isto acontece porque não há fiscalização nenhuma. Melhor ainda é entrar em conflito com um não cidadão se este se atravessar no seu caminho. A frequência desses conflitos é alta porque existem longos e largos passeios para os cidadãos em toda a Lisboa que os não cidadãos, por alguma razão estranha, teimam em passar a correr. Nestes conflitos é raro que um cidadão perca o seu estatuto em definitivo.

 

Há pouco tempo, alguns cidadãos disseram que iam fazer uma greve de fome até que a sua comida ficasse mais barata. E resultou. Tudo corre bem aos cidadãos. Quem é que quereria ser um não cidadão? É natural que outras cidades adoptem este estatuto de cidadão. Funciona e quem quiser ser um não cidadão é discriminado.

 

publicado por TMC às 19:02
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Rogério Leite a 1 de Fevereiro de 2011 às 10:55
Cheguei a pensar que vcs tinham ficado malucos! Depois entendi quem afinal são os cidadãos em uma carrocracia, e quem não é... vivo em uma, como não cidadão, e deveria ter percebido logo! O texto está brilhante! A solução é continuar a lutar para sair do gueto carrocrata! Assim como as mulheres e os homosexuais lutam até hoje por melhores condições e respeito as suas naturezas, devemos persistir, levantar e usar nossa bandeira todos os dias, convencer um de cada vez a experimentar a vida fora da carrocracia... se cada um se dedicar a convencer apenas um de cada vez, e trabalhar para isto, um dia conseguiremos alcançar a famosa MASSA CRÍTICA e detonaremos o fim da ditadura do automóvel. Neste dia, que infelizmente não será no sétimo dia, os pedestres e ciclistas poderão andar e pedalar sem medo.
De Catarina a 1 de Fevereiro de 2011 às 17:54
Gostei muito do texto! Posso copiar? Amanha vai haver uma reuniao descentralizada da CML, e acho que seria optimo divulgar la este texto. Se nao te importares, claro.
De TMC a 1 de Fevereiro de 2011 às 20:50
Claro que sim. Diz só que veio deste blogue e que existíamos antes da iniciativa da Carris. E claro, queremos saber como correu!
De Catarina a 3 de Fevereiro de 2011 às 19:04
Ola

Acabei por nao distribuir o texto por esquecimento... Mas parece que vao haver mudancas na zona de Alvalade. A CML esta a preparar um estudo (mais um!) sobre acessibilidade para o Bairro de Alvalade, que parece que vai implicar, entre outras coisas, passadeiras "levantadas" de forma a abrandar a velocidade dos carros, e reducao do numero de faixas de rodagem, e colocacao de pilaretes. Nao sei bem como e que isto se vai articular tudo, nem qual e o resultado final do estudo, mas podem sempre contactar a CML para saber mais pormenores.

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Nova rede ciclável de Lis...

Caça à multa ou ao dispar...

O estacionamento como fun...

Tuk-tuks e as bicicletas,...

Os peões e as bicicletas ...

O excesso de velocidade d...

A mobilidade sustentável ...

O lado "verde" do apoio a...

10 Dicas para a bicicleta...

A EMEL vai investir 40 mi...

tags

lisboa(222)

ditadura do automóvel(211)

ambiente(204)

bicicleta(157)

cidades(113)

portugal(112)

peões(102)

sinistralidade(74)

carro-dependência(67)

estacionamento(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(57)

espaço público(57)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(38)

trânsito(31)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006