Quarta-feira, 18 de Agosto de 2010

Menos Carros = Menos Pessoas? IX

Mais um brilhante vídeo da Streetfilms sobre a devolução do espaço público às pessoas em Copenhaga. A história repete-se: quando se levanta a possibilidade de fechar uma rua ou praça ao trânsito ou reduzir o estacionamento, há uma forte oposição por parte dos comerciantes e há o receio de se criar uma zona morta.

Copenhaga também mostrou que os receios eram infundados, e foi nas ruas fechadas ao trânsito que a vida e o comércio floresceram.


 

Em Lisboa, a Avenida Duque de Ávila (que esteve fechada ao trânsito seis anos sem que nenhum mal viesse ao mundo) esteve para servir de projecto piloto em termos de pedonalização de uma zona muito comercial, mas também muito dominada pelo automóvel, de Lisboa, o Saldanha. Houve muita oposição, a CML vai seguir com uma versão light do projecto inicial. Grande aumento de passeios, esplanadas, mas infelizmente mantêm-se duas faixas e pior ainda estacionamento à superfície (numa zona apinha de estacionamento subterrâneo). Mesmo que reduzido, o projecto vai alterar radicalmente para melhor aquela zona.

 


A ler no A Nossa Terrinha: Faro, pelo direito a estacionar no passeio. Infelizmente o título resume mesmo aquilo que aconteceu.

publicado por MC às 17:37
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De CAV a 21 de Agosto de 2010 às 00:35
Os políticos portugueses não têm coragem. Não é com estas migalhas que iremos a lado nenhum. Tem de ser uma mudança radical. Veja-se o exemplo de Copenhagen (e não só).
Há tb muitos interesses por trás. Veja-se o exemplo das touradas. Como é possível proibir animais nos circos e deixar essa aberração continuar a existir? Tudo interesses ou falta de "cojones".
De T a 24 de Agosto de 2010 às 11:26
No outro extremo temos isto:

http://inhabitat.com/2010/08/23/chinese-traffic-jam-extends-60-miles-and-nine-days/

Filas de transito com 100 km que já duram há 9 dias, com alguns dos condutores a passarem 3 dias na fila. É o progresso!!
De álvaro a 29 de Agosto de 2010 às 11:43
O vídeo é interessante por várias razões mas acho que faltou saber como é que se deu a volta à situação, ou seja, qual era a configuração política que permitiu as diversas decisões de pedonalização, que se abordasse a governança e tal. Tenho ideia que a coisa na Dinamarca não é o caos português de atribuições e competências, muitas vezes capturadas pelos interesses privados, e que há de facto condições para decidir em função do interesse público.
Por mim, gostava de ver um vídeo que pusesse a falar os responsáveis por estas matérias, por exemplo, na Câmara Municipal de Lisboa e contrastasse essas opiniões com as dos utilizadores, dos comerciantes, etc. Eu não sei o que pensam os principais responsáveis pelo actual estado de coisas.
Continuem com o bom blogue.

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Nova rede ciclável de Lis...

Caça à multa ou ao dispar...

O estacionamento como fun...

Tuk-tuks e as bicicletas,...

Os peões e as bicicletas ...

O excesso de velocidade d...

A mobilidade sustentável ...

O lado "verde" do apoio a...

10 Dicas para a bicicleta...

A EMEL vai investir 40 mi...

tags

lisboa(222)

ditadura do automóvel(211)

ambiente(204)

bicicleta(157)

cidades(113)

portugal(112)

peões(102)

sinistralidade(74)

carro-dependência(67)

estacionamento(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(57)

espaço público(57)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(38)

trânsito(31)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006