Sábado, 29 de Maio de 2010

Isto é culpa da sociedade do automóvel

 

Há 5 semanas que o Golfo do México sofre dos maiores desastres ambientais, sociais e económicos que há memória nos últimos anos. Bem sei que o petróleo não serve só para o automóvel, mas este é o principal consumidor de petróleo. Se não fosse a sociedade do automóvel, não haveria esta ânsia de extrair petróleo a qualquer custo.

Mais fotos aqui.


O Paulo voltou à estrada para divulgar a bicicleta como meio de transporte, agora com 100 dias de bicicleta em Portugal.

publicado por MC às 16:48
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De TMC a 29 de Maio de 2010 às 22:43
É preciso uma educação para a sensibilidade. Por mais conhecimento que tenhamos - e já temos bastante - parece que nunca conseguimos relacioná-lo com as acções do dia-a-dia. Tudo o que é mau ou acontece aos outros ou fica num local muito distante. Há pessoas que se sentem bem por trocar um carro antigo por outro carro "ecológico" e pensam que já deram o seu quinhão verde. Mais. Vêm isso como uma obrigatoriedade, não como algo natural.
De André a 1 de Junho de 2010 às 05:23
Continuo sem perceber porque é que isto não está a merecer mais atenção por parte dos media por cá...é que não entendo mesmo...

E a minha teoria é: não se esqueçam que quem está a pagar a conta disto (e bem) é a BP...os custos já vão em números altissimos e não há solução à vista...se virem os preços do petróleo aumentarem nos próximos tempos tentem ligar os dois acontecimentos...vai na volta e ligam-se sozinhos eles...
De TMC a 1 de Junho de 2010 às 13:11
Fala-se em globalização e a comunicação social dá-nos as notícias poucos minutos depois de elas acontecerem independentemente do local do mundo mas ao mesmo tempo só temos olhos para o que está no nosso diminuto redor. Esta catástrofe não é connosco, é noutro sítio qualquer.
De André a 2 de Junho de 2010 às 01:23
Há uns tempos falava-se num tal de "Haiti"...mas parece que agora já está tudo reconstruido lá e ninguém quer saber mais daquilo...

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Não podemos estar indifer...

É fisicamente impossível ...

Se o estacionamento não f...

O planeamento urbano cent...

Mais estradas não resolve...

E também não, um carro em...

Não, um carro estacionado...

Até na OMS há preocupaçõe...

Os supermercados que cobr...

Até as multas ao estacion...

tags

lisboa(224)

ditadura do automóvel(216)

ambiente(208)

bicicleta(157)

cidades(114)

portugal(113)

peões(103)

sinistralidade(74)

estacionamento(71)

carro-dependência(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(58)

espaço público(58)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(39)

trânsito(33)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Julho 2017

Junho 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006