Sexta-feira, 12 de Março de 2010

Ganchos à direita

Os dois únicos sustos que apanhei de bicicleta em Lisboa nos últimos tempos foram exactamente iguais e aconteceram exactamente no mesmo local. Ambos foram "ganchos à direita", situações onde um carro vira mesmo à minha frente para a direita, cortando o meu caminho e quase provocando uma colisão.

A razão pela qual aconteceram no mesmo local é muito importante: é uma subida muito íngreme só com uma faixa, e eu por simpatia circulo encostado à direita. Isto é dos comportamentos mais perigosos que um ciclista pode ter, porque pode ser atingido pela abertura de uma porta de um carro estacionado, porque não faz notar a sua presença aos condutores e porque propicia ganchos à direita (que são dos acidentes mais comuns entre carro e bicicleta). Por estas razões é que os ciclistas urbanos com experiência nunca circulam encostados à direita (que apenas protege de colisões pela traseira, algo que raramente acontece), mas circulam bem no meio da faixa, o chamado vehicular cycling.

Como o Vou de Bicicleta mostra nesta excelente posta, a introdução de ciclovias segregadas provoca um brutal aumento (+161%) de feridos neste tipo de colisões, exactamente pelas mesmas razões. Copenhaga tem para este problema uma solução muito engenhosa: acabar com as ciclovias antes do cruzamento, obrigando os carros e as bicicletas a misturarem-se:

 

Mais à frente:

 

 


A ler no Sonho Ciclável: mais exemplos de destruição de pilaretes, neste caso para se poder estacionar o popó à porta de um café no meio de um jardim!

publicado por MC às 09:42
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Pedro M. a 12 de Março de 2010 às 11:12
E nem são só os ganchos á direita a provocar estragos:

"How Cars Are Killing Us"

http://www.good.is/post/how-cars-are-killing-us?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+good%2Flbvp+%28GOOD+Main+RSS+Feed%29
De alvaro a 13 de Março de 2010 às 01:04
circular no meio da via? é o que faço por vezes para ter a certeza que sou visto mas isso também não é satisfatório.
o que passa a acontecer é ter invariavelmente um automóvel atrás de mim quase a bater-me na roda traseira, ou mesmo a apitar, ou a fazer acelerações intimidatórias...
não vou discutor percentagens, mas nas cidades onde vivi e passei férias lá fora tive sempre boas experiências com as vias dedicadas (será isso que chamas ciclovias segregadas?)
De Filipe Moura a 15 de Abril de 2010 às 02:35
Há muitas maneiras de fazer ciclovias. Duas práticas deveriam ser excluídas. Primeira: a localização entre os carros estacionados e o passeio, por retirar a visibilidade (os carros estacionados é que deveriam ficar entre a ciclovia e o passeio, com a faixa de carros à esquerda da ciclovia). Segundo: a ciclovia deveria ser sempre no mesmo sentido da faixa de rodagem dos carros (i.e. ruas com dois sentidos também deveriam ter duas ciclovias, uma em cada sentido). No fundo, a ciclovia que eu defendo é somente o espaço à direita da faixa de rodagem. Esse espaço deveria ser sempre reservado aos ciclistas: os carros não deveriam lá poder entrar. Desde que se verifiquem estes pressupostos, sou um defensor das ciclovias. Acho-as bastante úteis. Tornam o tráfego muito mais fluido para os ciclistas. E creio que mais seguro, também, por sinalizarem a presença de ciclistas de uma forma visível.

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Nova rede ciclável de Lis...

Caça à multa ou ao dispar...

O estacionamento como fun...

Tuk-tuks e as bicicletas,...

Os peões e as bicicletas ...

O excesso de velocidade d...

A mobilidade sustentável ...

O lado "verde" do apoio a...

10 Dicas para a bicicleta...

A EMEL vai investir 40 mi...

tags

lisboa(222)

ditadura do automóvel(211)

ambiente(204)

bicicleta(157)

cidades(113)

portugal(112)

peões(102)

sinistralidade(74)

carro-dependência(67)

estacionamento(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(57)

espaço público(57)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(38)

trânsito(31)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006