Terça-feira, 2 de Fevereiro de 2010

Lisboa é um parque de estacionamento III

Aqui fica mais um exemplo de como o excesso de estacionamento em Lisboa não se fica pelo ilegal. A densidade de estacionamento legal à superfície é também ela imbatível em termos europeus.

Ao longo dos tempos deixámos as nossas pracetas transformarem-se em parques de estacionamento. Onde poderia existir 3 ou 4 árvores com umas mesas, um campo de jogos (há até casos onde estes campos foram destruídos para dar lugar a estacionamento), um parque infantil, temos invariavelmente isto:

Como acontece sempre nestas pracetas, também nesta se vê espaços que em tempos foram garagens para estacionamento e estão agora convertidos em lojas, supermercados ou armazéns. Muitas vezes é quem lucra com esta transformação que vem exigir da Câmara, e de todos nós, um pedaço do espaço público para o poder privatizar ocupando-o com o seu automóvel.

Mais uma vez convido todos a passear pelo Google Maps e encontrar outra cidade europeia, onde haja uma densidade tão grande de estacionamento como Lisboa.

 


Petição a assinar promovida pela FPCUB: Pela "alteração do Código da Estrada reforçando direitos de ciclistas e peões"

publicado por MC às 10:10
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Rogério Leite a 2 de Fevereiro de 2010 às 15:02
Única forma de conscientizar quem pode alterar isto é DESEMPREGA-LOS POR UM TEMPO. Nada melhor que um político desempregado, quem sabe por uns 8, 12 anos, para ele deixar de usar carros oficiais, precisar pegar ônibus, andar nas cidades, etc... algo como "voltar as bases" para "sentir no couro" o que suas decisões fazem a população. Não acredito que quem passe por estas experiências deixe de querer uma cidade melhor, mais humana, mais tranquila, menos automotiva!

Então, NÃO REELEJA ninguém. Lute para que ninguém que exerça algum mandato eleitoral volte sem antes passar uns 12 anos no "ostracismo reciclativo compulsório"... quem sabe assim Lisboa e qq outra cidade que esteja nesta mesma via mude de rumo! Eu torço por isto!
De http://software_gratis.blogs.sapo.pt/ a 3 de Fevereiro de 2010 às 22:12
É certo que se tem que deixar os carros em algum lugar e como não há parques ficam em qualquer lugar, a questão é não haver verdadeiras alternativas de transporte em Lisboa ao automóvel particular, e de quem é a culpa...?
De CM a 4 de Fevereiro de 2010 às 10:59
A culpa é de todos nós, que elegemos quem não liga nenhuma a este problema. A culpa é de todos nós, que olhamos sempre primeiro para o transporte particular.
A culpa é de quem permite que o automobilista/automóvel sejam o principal player na mobilidade, quando devia ser o peão, depois os modos suaves e transportes públicos e no fim o automóvel particular.
A culpa é sua por pensar assim, que acha que culpa é sempre dos outros. A sociedade é a soma de cada um de nós.
De CM a 4 de Fevereiro de 2010 às 11:00
Aposto que, se esse largo tivesse o triplo do espaço estaria igualmente atestado de automóveis!

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Nova rede ciclável de Lis...

Caça à multa ou ao dispar...

O estacionamento como fun...

Tuk-tuks e as bicicletas,...

Os peões e as bicicletas ...

O excesso de velocidade d...

A mobilidade sustentável ...

O lado "verde" do apoio a...

10 Dicas para a bicicleta...

A EMEL vai investir 40 mi...

tags

lisboa(222)

ditadura do automóvel(211)

ambiente(204)

bicicleta(157)

cidades(113)

portugal(112)

peões(102)

sinistralidade(74)

carro-dependência(67)

estacionamento(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(57)

espaço público(57)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(38)

trânsito(31)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006