Quinta-feira, 10 de Dezembro de 2009

Imprensa: Zonas 30 e Alterações Climáticas

Zonas 30

 

O DN diz hoje em manchete que há "15 concelhos vão ter limite de velocidade de 30km/h". Dei um pulo de alegria. 17 anos depois de Graz ter sido a primeira cidade no mundo a declarar os 30km/h como velocidade máxima por regra, sendo 50km/h a excepção, Portugal teria concelhos na mesma situação. A notícia no interior foi depois um anti-climax, afinal estão apenas em causa pequenas zonas 30, ilhas no meio dos 50km/h.

Desilusão à parte, é uma excelente notícia e estes 15 estão de parabéns. Especialmente de parabéns está a CML que transformou há poucos meses uma avenida de atravessamento de trânsito com 4 faixas largas, a Ramalho Ortigão no Bairro Azul, numa rua calma, com apenas 2 faixas estreitas (aumentou o passeio e o estacionamento passou a ser em espinha) e lombas altas. Isto vem a propósito da segunda parte do texto do DN que lembra que não basta decretar Zonas 30, é necessário criar medidas de acalmia de tráfego.


Alterações Climáticas

 

Em tempos da conferência de Copenhaga, vale a pena ler dois textos do famoso jornalista especializado em ambiente George Monbiot, no excelente Guardian, sobre a indústria de negação das alterações climáticas antropogénicas, e onde estão envolvidas petrolíferas e empresas do sector automóvel como a Exxon / Esso, Ford, Shell, Texaco, BP, General Motors, DaimlerChrysler, etc.

No primeiro ele mostra o panorama geral e no segundo dá 4 exemplos muito concretos de como tem havido uma campanha altamente organizada para equivocar o público. A propósito da fuga de emails de há uns dias atrás (onde se percebia que alguns cientistas deturparam os seus estudos a favor da "visão ambientalista") ele diz que isso não chega um décimo do caso menos grave entre as trafulhices da indústria de negação que vieram a público.

Numa conferência onde estive hoje, comparava-se esta negação aos movimentos da indústria tabaqueiras desde os anos 50 a propósito do cancro de pulmão. Exactamente o mesmo comportamento por parte indústria. Claro que isto não prova de que lado está a razão no caso do clima, mas prova que as grandes indústrias são capazes de montar um grande esquema de negação.

publicado por MC às 17:03
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De fuschia a 10 de Dezembro de 2009 às 18:09
Sim também já surgiram os "velhos do restelo" do costume, que estão chocados com a notícia. Se isso salvar uma vida já é uma aposta ganha. E é bom que se mentalizem que a cidade não é para fazer rally. Eu tenho sempre cuidado e já ia sendo atropelada umas quantas vezes por campeões aceleras.
De Joana a 10 de Dezembro de 2009 às 18:30
Quanto à Ramalho Ortigão
[e não Urtigão: não estragues o meu apelido, que não tem nada a ver com urtigas! :)]
passei lá noutro dia, a descer a António Augusto de Aguiar a pé, vi o princípio da rua, reparei nos passeios alargados e fiquei bem impressionada, e reparei também... nos automóveis estacionados lá em cima. Agora cabem os jipões e aquelas carrinhas compridas que nunca mais acabam. E ainda sobra um bocadinho de passeio...
[não vi o resto da rua, espero que não seja o mesmo]
De MC a 9 de Janeiro de 2010 às 01:58
Ai, ai, ai..
que vergonha.
vou já corrigir, obrigado
De Iletrado a 11 de Dezembro de 2009 às 20:29
Caro MC
Entretanto por aqui, no deserto da margem sul, a CM Montijo vai permitir mais um mega-empreendimento. 20 mil m2, a pouco mais de 350 metros do Fórum Montijo. As maiores lojas da Península Ibérica da Decathlon, da Media Markt e do Aki. Tudo em grande e sempre maior. Adivinha quais são as acessibilidades que a CMM está a considerar? Em contrapartida, o investidor compromete-se a alargar um troço entre duas rotundas, passando de uma estrada para uma AE, ligando o IC32 à via rápida do Montijo, eufemisticamente designada por "2ª Circular do Montijo". 300 metros de estrada no valor de um milhão de euros. Quanto será que esses projectos de "zonas 30" irão custar, no total?
Como se isto não chegasse, a CMM decidiu unir-se a Alcochete a exigir mais acessibilidades para a Ponte Vasco da Gama. A nossa Amélia afirma que já há uma grande pressão à entrada da cidade. Claro que não são acessibilidades para peões ou ciclistas, pois quem iria atravessar a ponte a pé?!
Mas nem tudo são más notícias. Felizmente que este aquecimento global tem contribuído para que o Inverno não seja muito frio. Pode ser que assim a gripe A passe ao largo...
Boas pedaladas.
De Phil a 16 de Dezembro de 2009 às 00:06
ouvi hoje na antena3 que as contrapartidas para a entrega de carros antigos iam baixar bastante a partir de 2010...

os vendedores de automóveis "foram-se logo aos arames"...

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Ferrovia vs Rodovia em Po...

Dieselgate, só por si, ca...

Emissões da rodovia aumen...

Emissões CO2 de baterias ...

Santos Populares vs Carro...

Documentário de 1973 da R...

Acabou a maior vergonha n...

Nova rede ciclável de Lis...

Caça à multa ou ao dispar...

O estacionamento como fun...

tags

lisboa(224)

ditadura do automóvel(211)

ambiente(208)

bicicleta(157)

cidades(113)

portugal(113)

peões(103)

sinistralidade(74)

estacionamento(68)

carro-dependência(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(57)

espaço público(57)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(39)

trânsito(31)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Junho 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006