Quarta-feira, 2 de Dezembro de 2009

O ESTACIONAMENTO PAGO COMO MEIO DE GESTÃO DA MOBILIDADE E TRÁFEGO

No passado dia 12 de Novembro foi dada uma apresentação num ponto de encontro da Lisboa E-nova por um administrador da EMEL e especialista em mobilidade, Engº  Tiago Farias.

 

Os podcasts deste ponto de encontro estão disponíveis on-line, assim como as apresentações usadas.

 

A imagem seguinte é apenas uma das usadas para tentar responder à pergunta: Em que cidades queremos viver?

 

 

O local destas duas fotos é o mesmo com alguns anos de diferença. (Av. João XXI)

 

 

Pessoalmente, no caso destas 2 fotos sei que o espaço recuperado neste caso serviu para construir mais uma faixa, com a intenção de "fluir melhor o tráfego". Mesmo sabendo que o uso de mais faixas irá piorar os congestionamentos ao longo do tempo creio que, nem que seja pelo impacto visual e pela redução de estacionamento à superfície, esta alteração foi positiva.

 

É importante referir também que este post não dispensa a visualização da apresentação e audição do podcast da mesma e também o diálogo subsequente.

 

 

 

 

tags: ,
publicado por António C. às 11:54
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De MC a 2 de Dezembro de 2009 às 14:48
"Com tanta redução de estacionamento de certeza absolutíssima que o comércio diminui, que as pessoas fugiram do bairro, que se tornou numa zona deserta. Só pode! Ainda por cima o estacionamento na zona é todo pago agora, até alguns residentes têm que pagar pelo subterrâneo."

Por acaso conheço a zona muito bem desde que nasci, e não aconteceu absolutamente nada disso. Bem pelo contrário. E
De MC a 2 de Dezembro de 2009 às 15:31
A citação era inventada... mas de certeza que rapidamente se encontra alguém que diria aquilo
De Dario Silva a 2 de Dezembro de 2009 às 17:35
Prefiro a cidade da foto de cima, com muitos carros, carros por toda a parte... faz-me sentir menos só, muitos carros à volta do meu eu solitário...
De CM a 3 de Dezembro de 2009 às 13:46
Grande diferença, mas infelizmente a 2ª foto também não é muito agradável. Muito alcatrão, pouco passeio (comparativamente) e quase ninguém, na rua.

Talvez tenha sido tirada a uma hora esquisita...

PS: Há hoje muito mais carros, portanto eles estarão por perto!
De Rodrigo a 4 de Dezembro de 2009 às 13:15
Melhorou e muito.
Agora existe um túnel por baixo da avenida e dois parques de estacionamento a 200/300 metros. e o comércio não sofreu. Sofre sim com o desajustamento dos horários, com a falta de passeios largos, com a falta de elementos diferenciadores dos centros comerciais. Passeios arranjados, espaços livres, esplanadas e praças pedonais, árvores, jardins.

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Nova rede ciclável de Lis...

Caça à multa ou ao dispar...

O estacionamento como fun...

Tuk-tuks e as bicicletas,...

Os peões e as bicicletas ...

O excesso de velocidade d...

A mobilidade sustentável ...

O lado "verde" do apoio a...

10 Dicas para a bicicleta...

A EMEL vai investir 40 mi...

tags

lisboa(222)

ditadura do automóvel(211)

ambiente(204)

bicicleta(157)

cidades(113)

portugal(112)

peões(102)

sinistralidade(74)

carro-dependência(67)

estacionamento(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(57)

espaço público(57)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(38)

trânsito(31)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006