Quinta-feira, 22 de Março de 2007

Escola Secundária de Santarém promove a bicicleta

(Notícia apanhada na mailing-list da bicicletada e publicada no Seminário O Mirante)

Cinquenta bicicletas foram postas à disposição dos alunos do 10.º, 11.º e 12.º anos da Escola Secundária Dr. Ginestal Machado, em Santarém, para que possam ir de bicicleta almoçar a casa e regressar à escola. Fomentar a actividade física saudável e menos poluente e contribuir para uma cidade mais dinâmica, jovem e com maior consciencialização dos automobilistas face aos velocípedes, é o objectivo. O protocolo, designado de “Al-moços sobre rodas”, foi assinado quinta-feira entre a presidente do conselho directivo da escola, Henriqueta Carolo, e a vereadora da Câmara de Santarém, Lígia Batalha (PSD). A autarquia adquiriu as bicicletas.
(...)
Nessa quinta-feira, 50 estudantes, com Henriqueta Carolo e Lígia Batalha à cabeça do pelotão, desfilaram em torno da escola. Já sem as condutoras mais “velhas”, o “pelotão deslocou-se” à câmara para entregar um manifesto pelo ambiente e pela segurança nas estradas. Para Raquel Vieira, acabada de chegar da voltinha pela cidade, a iniciativa tem interesse e até põe a hipótese de passar a ir almoçar a casa de bicicleta, apesar de ser do oitavo ano. “Moro junto ao Modelo e até gostava de experimentar mas penso que devia ser melhor andar individualmente do que em conjunto para haver menos confusão”, opina.

Uma excelente iniciativa que poderia ser seguida por todas as escolas secundárias do país. Claro que a maioria dos estudantes deve ter uma bicicleta em casa que poderia usar, mas partindo a iniciativa da escola e havendo um grupo tão grande de bicicletas, é muito mais fácil quebrar as barreiras psicológicas que ainda existem contra o uso da bicicleta para pequenas deslocações.

Um número para pensar: cinquenta bicicletas todo-o-terreno podem facilmente ser compradas por 50€ cada, ou seja estamos a falar de um investimento de 2500€. Preço de um automóvel barato 10000€.
publicado por MC às 11:58
link do post | comentar | favorito

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Se o estacionamento não f...

O planeamento urbano cent...

Mais estradas não resolve...

E também não, um carro em...

Não, um carro estacionado...

Até na OMS há preocupaçõe...

Os supermercados que cobr...

Até as multas ao estacion...

Comércio local cresce

Ferrovia vs Rodovia em Po...

tags

lisboa(224)

ditadura do automóvel(214)

ambiente(208)

bicicleta(157)

cidades(114)

portugal(113)

peões(103)

sinistralidade(74)

estacionamento(71)

carro-dependência(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(58)

espaço público(58)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(39)

trânsito(33)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Julho 2017

Junho 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006