Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009

Afinal não estamos sós no estacionamento

Embora todas as cidades se deparem com o problema do estacionamento, muitas têm sido as soluções para este problema. Num extremo temos cidades como Tóquio e até Bombaim (!) onde os residentes têm de provar que possuiem um lugar de estacionamento fora das ruas para poder comprar um automóvel. A solução intermédia, que acontece em quase todas as cidades europeias, é obrigar os residentes a pagar uma quantia - tipicamente de 50€ a 200€ anuais -  pelos poucos lugares disponíveis para desincentivar a posse de automóvel e incentivar o uso de estacionamento particular. Algumas cidades, como Amesterdão, têm um número fixo de licenças de estacionamento para residentes o que obriga por vezes a esperas de vários anos para obter um lugar pago na rua.

No outro extremo temos as cidades portuguesas onde se parte do estranho pressuposto de que cabe aos municípios arranjarem estacionamento para os residentes. Por cá ou não há controlo, ou os residentes podem estacionar gratuitamente. A esta permissividade junta-se o facto de Lisboa ser provavelmente a cidade europeia com mais estacionamento na via pública por km² na Europa. Para lá chegarmos foram foram arrancadas árvores, reduzidos passeios e  transformados outros espaços pedonais em estacionamento (ex. corredor central nas Avenidas Novas em Lisboa).

Mas não estamos sós. O presidente da Câmara de Constanţa - uma cidade média turística na costa romena - decidiu atirar a lei que obriga os passeios a ter 1,5m de largura às urtigas.  Vai assim proceder à sua redução até 1m (melhor que Lisboa) para aumentar a oferta de estacionamento. Vai ainda arrancar as árvores nos passeios (replantando-as noutros locais) com o mesmo objectivo.

Portugal e Roménia, juntos nas soluções de futuro na mobilidade urbana.

 


Para quem ainda não está deprimido, aconselho a leitura da posta O exemplo de Montpellier no A Nossa Terrinha.

publicado por MC às 16:14
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De CAV a 12 de Novembro de 2009 às 17:12
Dois dos países mais atrasados da Europa, teriam logicamente de ter atitudes parecidas.
De Joana a 12 de Novembro de 2009 às 19:15
Já estou a ver muitos autarcas invocarem o "exemplo romeno"...
De PJ a 12 de Novembro de 2009 às 22:23
montpellier, estive lá há 11 ou 12 anos. a sua beleza, demorei a perceber de onde vinha, era um conjunto de coisas, entre elas, a tranquilidade de um extenso centro pedonal.

hoje em dia, percebemos que montepellier é tão-só um recordista em crescimento populacional.

que mais dizer? contra factos..
De Credito Automovel a 13 de Novembro de 2009 às 03:07
Julgo que seria preferível pagar uma taxa para entrar em Lisboa de automóvel do que existir excesso de poluição sonora/atmosférica, passeios ocupados, trânsito, etc.

Seria mais dinheiro a entrar para a autarquia que o poderia gastar a revitalizar o centro da cidade, criando, por exemplo, um maior número de habitações disponíveis.

Os transportes em Lisboa em comparação com outras cidades europeias (Madrid ou Paris) são muito melhores e confortáveis, apenas não cobrem uma área tão grande. É pena que mais Lisboetas não lhes dêem uso.
De Iletrado a 13 de Novembro de 2009 às 14:20
Caro MC
Só uma pequena correcção: Lagos tem mais estacionamento LEGAL por m2 que Lisboa. Claro que isso não impede o portuga selvagem de estacionar em cima do passeio. Mas não só o portuga. Os estranjas que nos visitam, desses países tão culturalmente avançados que tu louvas, fazem o mesmo ou pior que os indígenas. Vá lá saber-se porquê...
Boas pedaladas.
De Iletrado a 14 de Novembro de 2009 às 00:34
Caro MC
Esta coisa da Rede tem porras engraçadas. Estava procurando informação sobre o Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada e, de ligação em ligação, descobri esta pérola, que prova a culpa dos peões pelos atropelamentos e demais acidentes nas estradas. Já é um pouco antigo, mas não deixa de ser actual: http://maisvoce.globo.com/MaisVoce/0,,MUL1346175-10345,00.html. Inacreditável!
Boas pedaladas.
De MC a 15 de Novembro de 2009 às 00:22
Que peões palermas... Com passagens de peões apenas a 1km de distância e têm a mania de atravessar logo ali.
De CAV a 16 de Novembro de 2009 às 11:09
Os peões não são incocentes. São portugas como os condutores e isso diz tudo. O que é mais comum é ver um familiar com o seu filho a atravessar uma rua com o sinal vermelho para os peões ou com uma passadeira 5 metros ao lado. Ou pior ainda, deslocar-se na estrada ao lado do passeio, com ele completamente desimpedido.
E o problema é que os filhos aprendem a ser assim.

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Nova rede ciclável de Lis...

Caça à multa ou ao dispar...

O estacionamento como fun...

Tuk-tuks e as bicicletas,...

Os peões e as bicicletas ...

O excesso de velocidade d...

A mobilidade sustentável ...

O lado "verde" do apoio a...

10 Dicas para a bicicleta...

A EMEL vai investir 40 mi...

tags

lisboa(222)

ditadura do automóvel(211)

ambiente(204)

bicicleta(157)

cidades(113)

portugal(112)

peões(102)

sinistralidade(74)

carro-dependência(67)

estacionamento(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(57)

espaço público(57)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(38)

trânsito(31)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006