Segunda-feira, 5 de Outubro de 2009

Rua fechada ao trânsito leva a melhoria do comércio em Madrid

Mais um exemplo de como a sociedade do automóvel é o maior inimigo do comércio local. A Calle Fuencarral em Madrid foi fechada ao trânsito há poucos meses, tendo passado disto

 

a isto

 

 

O NY Times conta como o comércio da zona se revitalizou. Independentemente do comércio, julgo que as duas fotos mostram o quanto ficamos a perder quando as cidades são feitas para o automóvel e não para as pessoas.

(via Por Cidades Mais Sustentáveis)

 


Fui naive quando escrevi que o Passeio Livre ia forçar os candidatos à CML a discutir a mobilidade pedonal, o tema que está sempre ausente nas eleições em oposição ao automóvel que enche páginas de jornais. Também neste debate os candidatos levaram a conversa para... o automóvel.

Resumos a ler e ouvir no Spectrum, no bananalogic, e na TSF. Ficheiros audio (ogg e mp3) do debate aqui.

 

publicado por MC às 16:16
link do post | comentar | favorito
9 comentários:
De Rogério Leite a 5 de Outubro de 2009 às 23:34
Na década de 80, Curitiba, no sul do Brasil, elegeu um prefeito fora do comum, o arquiteto Jaime Lerner, que conseguiu grandes vitórias como implantar o sistema rápido de ônibus (BRT!)...e a rua da Flores totalmente pedonal! Na época, até em por o prefeito para fora tentaram. Em pouco tempo, o modelo foi extensamente copiado pelo mundo a fora... Quase todo o Brasil tem algumas ruas pedonais, mesmo as de médio porte - 300 mil hab!... E o comércio nestas áreas é muito incentivado. Infelizmente os donos de negócios nestas áreas confundem a facilidade dele ir para o trabalho de carro, com aquilo que os clientes dele querem! Isto só se resolve no braço: o prefeito decide fazer, faz e pronto! Tá feito!... Bogotá passou por uma transformação destas e tb as custas da força e da raça do prefeito local! Temos cidades que refletem diretamente a capacidade dos nossos gerentes de enfrentar as dificuldades sem medo de perder o emprego!
De MC a 9 de Outubro de 2009 às 14:52
Curitiba é um exemplo para todos nós. Aliás, Curitiba e Bogotá são prova de que as boas notícias não vêm só do Norte da Europa.
De Joana a 7 de Outubro de 2009 às 12:36
Pois, as cidades espanholas são quase todas assim (Madrid, Salamanca, Burgos, Zaragoza...): o comércio nas ruas pedonais do centro das cidades está bem vivo e de excelente saúde, apesar de o automóvel não chegar à porta das lojas.
Por cá, o que se está a passar em Almada, por exemplo, dispensa mais comentários...
De CM a 7 de Outubro de 2009 às 15:02
Cá ainda se governa muito para o popularismo/senso comum. O problema é o nosso atraso, que se reflete no senso comum.
O povão quer andar de carro para todo lado e o povão é quem vota.

Tentar falar destas questões com o amigo ou colega que tenha esse senso comum e pronto... vê-se logo tudo - pensa no caso dele, nos seu filhos, no máximo. O resto é na base do "devia isto, devia aquilo"... devia haver mais lugares para estacionar, devia haver mais estradas, menos portagens, mais tudo, menos impostos..... enfim....
De Joana a 7 de Outubro de 2009 às 17:57
Precisamente porque medidas como esta, em Portugal, são (tidas como) "impopulares", há quem diga que são autarcas "de coragem" os que as defendem e tomam. Mas a questão não é de coragem, é de defesa de um projecto que se acredita ser melhor, sem se pensar nos votos que se vão perder por causa dele. Por regra, quanto maior é o partido, mais difícil é isso acontecer.
De anabananasplit a 9 de Outubro de 2009 às 17:00
Já tive a oportunidade ver alguns documentários e entrevistas com o Jaime Lerner, e até assisti a uma conferência dele em Cascais, e não tem nada a ver com nenhum político que eu conheça.

http://www.flickr.com/photos/anabananasplit/3063542585/
De BUGabundo a 13 de Outubro de 2009 às 17:41
eh pah a scooter ainda la ta :)
De Luis Patricio a 25 de Outubro de 2009 às 14:18
Moro em Curitiba e isso tudo que é falado é verdade. Mas infelizmente, foi algo que aconteceu há várias décadas atrás.

Hoje em dia, na verdade a política viária em Curitiba consiste em cortar praças para fazer ruas e criar viadutos e vias rápidas.

Em relação a bicicleta, o pouco que é feito são iniciativas da própria sociedade civil que são rechaçadas pelo poder público:
http://bicicletadacuritiba.wordpress.com/2008/12/08/a-prefeitura-de-curitiba-multa-ciclo-ativistas-pela-pintura-da-%E2%80%9Cprimeira-ciclofaixa-de-curitiba%E2%80%9D-ii/

Enquanto se mantém as aparências de cidade modelo:
http://bicicletadacuritiba.wordpress.com/2009/01/17/anita-garibaldi-tem-ciclovia/

Curitiba ainda é uma cidade agradável, mas por quanto tempo... ?
De MC a 28 de Outubro de 2009 às 17:00
Obrigado pelo relato Luís.
De facto é preocupante que Curitiba não esteja a manter o exemplo que foi durante anos. Uma cidade à frente do seu tempo talvez :)

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Nova rede ciclável de Lis...

Caça à multa ou ao dispar...

O estacionamento como fun...

Tuk-tuks e as bicicletas,...

Os peões e as bicicletas ...

O excesso de velocidade d...

A mobilidade sustentável ...

O lado "verde" do apoio a...

10 Dicas para a bicicleta...

A EMEL vai investir 40 mi...

tags

lisboa(222)

ditadura do automóvel(211)

ambiente(204)

bicicleta(157)

cidades(113)

portugal(112)

peões(102)

sinistralidade(74)

carro-dependência(67)

estacionamento(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(57)

espaço público(57)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(38)

trânsito(31)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006