Quinta-feira, 4 de Junho de 2009

Cenas do Quotidiano do Automobilista Imperador do Universo I

De manhã a televisão mostra-nos incessantemente imagens de várias auto-estradas e vias-rápidas de Lisboa e Porto. O locutor vai-nos enunciado o estado do congestionamento em todas elas. De 15 em 15 minutos repete-se a longa e enfadonha lenga-lenga. Mesmo fora desses minutos, o Exmo. Sr. Dr. Automobilista é constantemente informado através de uma caixa no rodapé da televisão.

Muda-se e remuda-se de canal, mas a cena repete-se.

Liga-se a rádio, troca-se e retroca-se de estação, e nada nos salva do "trânsito muito complicado nos acessos à IC324 na zona de Vila do Popó". Há até rádios que têm números de telefone gratuitos para informação sobre o estado do trânsito. Agora já não é tão comum, mas antes das modernices das câmaras na estrada, havia helicópetros a sobrevoar Lisboa apenas para informar os Exmos automobilistas ouvintes das rádios sobre o congestionamento.

Para lá da maioria dos portugueses, que não vivendo nas grandes cidades, têm que aturar com isto, o que me choca é que nunca há qualquer informação para quem anda de transportes públicos. Metade da população de Lisboa e Porto tem todos os media a pensar neles constantemente, enquanto a outra metade não tem direito a saber de interrupções em faixas BUS que provocam longos atrasos nos autocarros, sobre problemas de circulação nas linhas de metro e de comboio, sobre carreiras de autocarro momentaneamente afectadas. Absolutamente zero.

 

Eu vou escrever às TVs e rádios a criticar a situação, queixa-te tu também.

 

P.S. Nem de propósito, pouco tempo antes de eu ter escrito esta posta houve uma interrupção na linha amarela do Metro de Lisboa que durou 20 a 30 minutos. Não passou na rádio (pelo menos na que eu estava a ouvir) nem aparece qualquer referência no Google News. Um interrupção semelhante numa AE teria direito a cobertura em grande, agora esta coitada não meteu carros...


Blogues relacionados que descobri recentemente:

Moving People (PT)

Diário do Tripulante (PT)

Wheels vs Legs (PT)

Por Cidades Mais Sustentáveis (BR)

Cidade Ideal (PT)

Lisbonize (PT)

publicado por MC às 09:55
link do post | comentar | favorito
7 comentários:
De flip a 4 de Junho de 2009 às 14:20
Julgo que a coisa está mal vista aqui. As rádios não noticiam sobre transportes públicos porque não é essa a sua audiência.

Há muito que as rádios se conformaram ao espaço do carro de tal forma que ouvir rádio é sinónimo de andar de carro.

Ou de outra forma, houvesse mais ou menos carros, as rádios não mudariam.

O que eu gostava é que houvesse melhores rádios, que desafiassem as audiências, em vez de irem ao sabor da corrente.
De MC a 5 de Junho de 2009 às 16:52
Bom, muita gente ouve rádio durante o emprego... não é só dentro do carro.
De qualquer modo esse argumento não se aplica às TVs.
Cumps
De Iletrado a 5 de Junho de 2009 às 00:39
Caro MC
Há só um pequeno pormenor do qual discordo neste teu artigo - seria bom se este sufoco automóvel fosse provocado por metade da população. Mas, infelizmente, estes problemas são causados por menos de um quarto da população - esse, sim, é que é o grande problema.
Boas pedaladas.
De MC a 5 de Junho de 2009 às 16:54
viva
não fui verificar os números, mas acho que a percentagem de lisboetas e portuenses que andam de carro anda à volta dos 40% a 50%. (na posta falava apenas das grandes cidades)
boas pedaladas
De JF a 5 de Junho de 2009 às 10:03
Nem mais!
De jmal a 15 de Junho de 2009 às 20:22
Excelente artigo MC, continue com essa força.
De MC a 29 de Junho de 2009 às 05:54
obrigado!

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

É fisicamente impossível ...

Se o estacionamento não f...

O planeamento urbano cent...

Mais estradas não resolve...

E também não, um carro em...

Não, um carro estacionado...

Até na OMS há preocupaçõe...

Os supermercados que cobr...

Até as multas ao estacion...

Comércio local cresce

tags

lisboa(224)

ditadura do automóvel(215)

ambiente(208)

bicicleta(157)

cidades(114)

portugal(113)

peões(103)

sinistralidade(74)

estacionamento(71)

carro-dependência(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(58)

espaço público(58)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(39)

trânsito(33)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Setembro 2017

Julho 2017

Junho 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006