Quinta-feira, 21 de Maio de 2009

O automóvel é o meio de transporte urbano mais estúpido que existe II

É comum pensar-se que o automóvel é o meio de transporte que possibilita o transporte mais rápido de pessoas  na cidade. Nada poderia estar mais longe da verdade!

Esqueçam (por enquanto) os cruzamentos - que só ajudariam a contrariar este mito urbano - e pensem numa rua de 1km, com 2 faixas, ao longo da qual queremos transportar mil pessoas. Se fossem de carro, com a ocupação média de 1,3 ou 1,4 passageiros por carro, os primeiros demorariam 1 minuto a chegar ao fim da rua, mas porque a rua tem uma capacidade limitada de tráfego (1000 passageiros por hora, por faixa), só 30 minutos depois é que chegariam os últimos. 31 minutos!

A pé, os primeiros demorariam 10 minutos, e 1,5 minutos teriam todos passado. 11,5 minutos.

De bicicleta, 3 minutos para a viagem a direito e 3 para que passassem todos. 6 minutos

Mota não está incluída na tabela, mas eu diria 1minuto + 5 minutos, já que as motas ocupam mais espaço que as bicicletas. 6 minutos

Autocarro, 1 + 2 = 3  minutos, ou 1+1=2 no caso de autocarros expresso.

Eléctricos grandes, 2 + 1 = 3 minutos.

Metro, 1 + 0,5 = 1,5 minutos

 

Só com 6 faixas é que o automóvel seria tão rápido como os peões. Com 1 faixas apenas, só a partir dos 6 ou 7km é que o automóvel seria mais rápido que o peão. E nem estou a pensar no estacionamento! Claro que nos transportes também ainda haveria que esperar que as pessoas entrassem e saíssem, mas de automóvel teriam que sair do estacionamento, e estacionarem todos depois. Só mesmo os peões é que se safariam com esta tarefa extra.

A coisa torna-se absurda quando quem usa o transporte mais ineficiente, condiciona à força todas as restantes pessoas a sofrerem também as desvantagens da sua escolha.

 

A mesma ideia em video. Nos segundos finais deste vídeo  contem quantas motas passaram no início e quantos carros conseguiriam passar depois.

 


A ler n'Os Verdes em Lisboa: as trocas e baldrocas dos diferentes tipos de bilhete de transportes públicos  em Lisboa, continuam a prejudicar e a atrapalhar quem anda de transportes.

Há que reconhecer que a situação está hoje muito melhor, mas na Holanda resolveram o problema há décadas com uma tecnologia chamada papel.

publicado por MC às 11:26
link do post | comentar | favorito
9 comentários:
De Catarina a 22 de Maio de 2009 às 23:14
Na Dinamarca o problema tem situação ainda mais simples, klips de papel que funciona tipo passe, dá direito a utilizar qualquer transporte público, o tempo depende da zona em que se está que depende do número de klips que se corta. Fácil!
De Phil a 25 de Maio de 2009 às 18:27
na minha opinião estes problemas resolviam-se se houvesse uma entidade para a Área Metropolitana, até lá, cada empresa vai fazer o que quiser, e mesmo quando se juntam para resolver os problemas, acontece situações como a do Cais do Sodré.
De JF a 25 de Maio de 2009 às 20:12
Finalmente, um blog que fala desta praga que é a ditadura do automóvel em Portugal! Isto é bom sinal!

Em Portugal, os automóveis são mais importantes do que as pessoas. Parece exagero, mas os exemplos disso são muitos. A cada esquina, a cada passo, deparamo-nos constantemente com esses exemplos.

A falta de bom senso tem imperado no planeamento e gestão urbanos e da rede de transportes.

Os portugueses são dos mais pobres da Europa, mas são, per capita, os que mais automóveis têm. São muito finos para andar de transportes públicos. Para ir a um café a 400 metros de distância não dispensam o carrinho. Têm uma relação perfeitamente idiota com o carro.

Gastam-se rios de dinheiro em auto-estradas e estradas e desinveste-se na ferrovia. O povo aplaude.

Não sou fundamentalista: tenho carro.

Vou estar atento ao blogue e, se possível, ajudar a resolver esta praga.
De MC a 29 de Maio de 2009 às 20:15
Obrigado,

só não percebi a frase "Não sou fundamentalista: tenho carro". Ou melhor percebi... :) e aqui ninguém no blogue quer proibir ninguém de ter carro.
Só fiquei na dúvida o que seria um "fundamentalista" :) O que para um mediterrânico é um fundamentalista, pode ser um urbanista comum no norte.
De joao a 2 de Junho de 2009 às 08:06
concordo
De fran a 18 de Junho de 2009 às 14:48
Enganaram no tempo da mota. só pode!! Ando de mota diáriamente e bem sei que é o melhor transporte para a cidade, em tempo e espaço..apanho engarrafamentos todos os dias mas nunca fiquei preso em nenhum..não estou a ver onde é que uma bicicleta me poderia ultrapassar xD.
Adoro andar na minha Dtr125..o maior problema para mim é ter de transportar capacete para todo o lado. De resto mota reina.
De MC a 29 de Junho de 2009 às 05:58
Viva,
não deve ter lido o post com atenção.. (também deveria ter ficado espantado com o automóvel).
Claro que a mota e o carro são mais rápidos que os outros transportes, mas o espaço ocupado por cada passageiro é maior no carro e na mota. Logo, em ruas da cidade, é impossível fazer passar 1000 pessoas rapidamente de carro ou mota.
Pense numa rua muito estreita, tipo 1.50m. E 10 pessoas a atravessarem. A pé andam normalmente. De mota, têm que ir com muito cuidado para não bater.
De transporte executivo rj a 23 de Agosto de 2009 às 19:37
Incrível este vídeo.
Temos que começar a repensar nosso modelo de transporte para não acabar da mesma forma!
De ulme a 5 de Setembro de 2010 às 18:14
não deves ter filhos pequenos para transportar!!!

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Não podemos estar indifer...

É fisicamente impossível ...

Se o estacionamento não f...

O planeamento urbano cent...

Mais estradas não resolve...

E também não, um carro em...

Não, um carro estacionado...

Até na OMS há preocupaçõe...

Os supermercados que cobr...

Até as multas ao estacion...

tags

lisboa(224)

ditadura do automóvel(216)

ambiente(208)

bicicleta(157)

cidades(114)

portugal(113)

peões(103)

sinistralidade(74)

estacionamento(71)

carro-dependência(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(58)

espaço público(58)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(39)

trânsito(33)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Julho 2017

Junho 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006