Terça-feira, 21 de Abril de 2009

Bicicletas e mais bicicletas em Lisboa

Já lá vai uma dúzia de anos (desculpem a nostalgia!) o dia quando eu, que descia a av. EUA de bicicleta de noite, e um ciclista, que fazia o percurso inverso, acenámos um ao outro pelo simples facto de nos deslocarmos de bicicleta de noite numa avenida.nFelizmente já ninguém faz isso e nestes últimos dias (o tempo até tem estado mau!) tive várias boas surpresas.

Vii várias bicicletas dobráveis.

Vi bicicletas nos bairros históricos (aqueles que estão no meio das 7 cordilheiras).

Vi uma mulher com uma bicicleta dobrável (que se dobram e ocupam o espaço de uma mala de viagem - não era a do link) no metro, o que me chamou a atenção pela intermodalidade que apesar de ser tão vantajosa e simples muito pouca gente pratica.

Não vi mas viu uma vizinha, uma mulher a levar a filha pequena a uma das pré-primárias do bairro, transportando a filha numa cadeirinha na bicicleta.

 

Sinto-me ridículo a comentar estes episódios, mas há poucos anos atrás, eles pura e simplesmente não aconteciam.


Continuando nas bicicletas faço concorrência ao Cenas a Pedal, ao Bicicleta na Cidade, ao Vou de Bicicleta e ao Ma Fyn Bach e deixo uma dica sobre como guardar o capacete quando se deixa a bicicleta na rua.

Se estiver um poste ao lado, há espaço suficiente para prender a roda, o capacete e o poste.

 

Convem lembrar, que o uso do capacete é ESTRITAMENTE FACULTATIVO, tal como a grande maioria (totalidade?) dos outros países europeus.

publicado por MC às 17:01
link do post | comentar | favorito

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Nova rede ciclável de Lis...

Caça à multa ou ao dispar...

O estacionamento como fun...

Tuk-tuks e as bicicletas,...

Os peões e as bicicletas ...

O excesso de velocidade d...

A mobilidade sustentável ...

O lado "verde" do apoio a...

10 Dicas para a bicicleta...

A EMEL vai investir 40 mi...

tags

lisboa(222)

ditadura do automóvel(211)

ambiente(204)

bicicleta(157)

cidades(113)

portugal(112)

peões(102)

sinistralidade(74)

carro-dependência(67)

estacionamento(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(57)

espaço público(57)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(38)

trânsito(31)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006