Domingo, 19 de Abril de 2009

Fugiu a boca para a verdade

É um mísero detalhe, um lapsus linguae, daqueles que fazemos sem notar. Mas é nestas coisinhas pequeninas e insignificantes que percebemos o que vai realmente na cabeça das pessoas. Na zona mais central de Rio Maior existe isto:

 

 

Num acesso a uma garagem, que é feito através do passeio, a câmara municipal desenhou uma passadeira. As passadeiras existem onde os peões podem atravessar  os locais reservados à circulação automóvel. Um passeio não é, em princípio, um desses casos. Ou será que sim?

 


A ler: a reacção dos comandantes da PSP sobre o reforço da polícia municipal em Lisboa, onde o representante destes afirma que tal reforço só serve para aumentar as receitas das multas para a câmara. Quando a própria hierarquia da polícia não percebe porque é que se hão de fazer cumprir as leis, estamos muito mal.

publicado por MC às 17:33
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De G a 19 de Abril de 2009 às 19:10
Se isso é facto em frente a uma garagem, a passadeira não ser ve para nada. Se é uma rua secundária, a passadeira tem algum sentido, porque à luz do código atual tem de se desenhar o sítio por onde os carros atravessam o passeio (ou seja, desenhando uma passadeira).

Abraço
De MC a 20 de Abril de 2009 às 10:03
Viva,
é apenas um acesso a uma garagem particular como existe em todas as ruas. Concordo, não serve para nada. Mas a questão também é essa. Quem a mandou fazer, encarou aquele pedaço de passeio como espaço do automóvel, mas onde os peões deveriam ter direito a passar.
De riomaiorense a 20 de Abril de 2009 às 21:03
Venho apenas esclarecer a situação aqui apresentada. Essa passadeira situa-se na saída de um estacionamento subterrâneo construído pela autarquia e de acesso público, não se trata de uma garagem particular. E a passadeira justifica-se pela sinalização vertical de passagem de peões da qual se vê apenas uma parte do poste na fotografia.
De MC a 21 de Abril de 2009 às 02:38
Obrigado pelo esclarecimento.
De qualquer modo é irrelevante se é público ou privado. Se é a sinalização que leva à passadeira ou ao contrário também é irrelevante.

Aquilo é o PASSEIO. Local para circulação dos peões. Meter passadeiras e/ou sinalização vertical no passeio, é tratar o passeio como se fosse o alcatrão. Ou seja, até o pouco que sobra para o peão começa a ser tratado como espaço do automóvel.
De jokerine a 23 de Abril de 2009 às 12:35
Qualquer dia o peão é que paga imposto para circular

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Acabou a maior vergonha n...

Nova rede ciclável de Lis...

Caça à multa ou ao dispar...

O estacionamento como fun...

Tuk-tuks e as bicicletas,...

Os peões e as bicicletas ...

O excesso de velocidade d...

A mobilidade sustentável ...

O lado "verde" do apoio a...

10 Dicas para a bicicleta...

tags

lisboa(223)

ditadura do automóvel(211)

ambiente(204)

bicicleta(157)

cidades(113)

portugal(112)

peões(103)

sinistralidade(74)

carro-dependência(67)

estacionamento(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(57)

espaço público(57)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(38)

trânsito(31)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Janeiro 2017

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006