Terça-feira, 31 de Março de 2009

Portugal, o país do alcatrão... a ver os comboios passarem

Contra todos os discursos ambientais bonitos, contra a eficiência energética, contra a eficiência de mobilidade, contra a tendência mundial, Portugal investiu o ano passado 18 vezes mais em rodovia do que em ferrovia, noticia hoje o Público.

A parte mais divertida da notícia é quando nos apercebemos que parte do ridículo investimento em ferrovia é na realidade para passagens de nível! Ou seja para facilitar a rodovia e não a ferrovia. Só a própria ideia de serem os carris desviarem-se do alcatrão - e não o contrário - já é em si, ridícula. Mas é à REFER e não às Estradas de Portugal que cabe essa tarefa.

 

(O destaque do Público contem ainda um pequeno comentário sobre o facto da ferrovia ser constantemente questionada, mas o rodovia não, em que todo ele parece ser feito a partir de posts aqui do blogue... pessoalmente até ficaria contente se foi o caso).


Outra notícia a ler: a estação principal de comboios em Coimbra vai ser afastada (ainda) mais 500m do centro da cidade, para garantir que Portugal continua a ser uma aberração destacada em termos europeus em termos de afastar as gares das populações.

publicado por MC às 01:23
link do post | favorito
De CRS a 31 de Março de 2009 às 12:29
Olá.

Gostaria de acrescentar alguns pontos sobre esta questão, como utilizadora do comboio em Coimbra: Coimbra é servida por 2 estações de comboio, ligadas entre si ("Coimbra" e "Coimbra-B"). Há ainda uma outra estação, junto ao estádio, que faz o transporte para a Lousã, mas que não será aqui abordada.

Relativamente à estação de Coimbra-B, esta fica numa ponta da cidade, junto ao Rio Mondego e ao Choupal. É nesta estação que passam os alfas, inter-cidades e regionais que vêm de Lisboa, Porto, Guarda, ...

A estação de "Coimbra", fica junto à baixa da cidade e são algo frequentes os comboios que fazem a ligação de Coimbra-B para Coimbra e vice-versa. Junto à estação de Coimbra há maior diversidade de autocarros, para os mais diversos pontos da cidade. Há no entanto 2 dificuldades que identifico:
- em raros casos, o tempo de espera para a ligação excede a meia-hora, o que até já aconteceu com pessoas que vieram de Alfa até Coimbra. Se estivermos pouco carregados, o percurso a pé até ao autocarro que melhor nos sirva será rápido [em relação às distâncias em Lisboa], não excedendo a meia-hora (note-se que este é o tempo que demoraria a pé até à estação de "Coimbra"); No entanto, estes raros casos também acontecem à noite, em que a frequência de autocarros é baixa e, para quem conhece, a rua a percorrer não é muito convidativa para caminhadas nocturnas ou para esperas prolongadas numa paragem de autocarro.
- os transportes junto a Coimbra-B não servem para todo o lado, muito menos à noite; claro que há sempre a possibilidade de apanhar 1 táxi e a estação tem 1 parque de estacionamento gratuito, para quem opte por lá deixar o carro. Mas para quem queira servir-se de transportes públicos colectivos, podia estar melhor servido.

Julgo que pedir 1 tempo de espera entre comboios que façam a ligação para o centro da cidade, que não exceda os 10-15 mins é razoável. Mais do que isso é desmotivante recorrer aos comboios para percursos cuja saída seja em Coimbra(-B) e seja necessário apanhar a ligação até Coimbra.

Até porque a estação dos autocarros fica perto da dos comboios (entre as duas estações) e a viagem, pelo menos de Lisboa a Coimbra, é mais barata de autocarro do que de intercidades e dura sensivelmente o mesmo tempo. Mas isto são opções que se vão tomando, para quem tenha conhecimento das várias alternativas de que dispõe.

Para decisores políticos que não utilizam estes transportes nem se deparam com estas vicissitudes, acaba por ser difícil compreenderem e preverem as mudanças de comportamento dos cidadãos, por alterações que à primeira vista possam parecer pequenas.

Para incentivar maior uso de transportes colectivos, há que cuidar dos seus utilizadores, há que investir em maior comodidade dos mesmos, maior frequência e inter-modalidade.

Até porque são estes utilizadores que permitem evitar mais carros nas rodovias (e consequentemente mais poluição atmosférica, mais trânsito, mais stress, mais danos em edifícios, na saúde das populações, etc.), acabando por prestar um excelente serviço à sociedade.
Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Não podemos estar indifer...

É fisicamente impossível ...

Se o estacionamento não f...

O planeamento urbano cent...

Mais estradas não resolve...

E também não, um carro em...

Não, um carro estacionado...

Até na OMS há preocupaçõe...

Os supermercados que cobr...

Até as multas ao estacion...

tags

lisboa(224)

ditadura do automóvel(216)

ambiente(208)

bicicleta(157)

cidades(114)

portugal(113)

peões(103)

sinistralidade(74)

estacionamento(71)

carro-dependência(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(58)

espaço público(58)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(39)

trânsito(33)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Julho 2017

Junho 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006