Quinta-feira, 26 de Março de 2009

O autocolante contra o desrespeito dos automobilistas

Um grupo de Lisboetas arrancou esta semana com uma iniciativa contra o estacionamento abusivo que perturbe os peões. Este e tantos outros blogues estão cheios de exemplos disso nas cidades portuguesas, desde passadeiras obstruídas, a ruas onde os passeios estão totalmente ocupados por automóveis obrigando os peões a caminhar perigosamente na rua.

Fartos do total desrespeito de muitos automobilistas (alguns nem percebem que o seu comportamento possa ser grave, como já escrevi por aqui), fartos do sentimento de impunidade de quem comete esta ilegalidade e violação dos direitos dos mais fracos na cidade, fartos dos discursos autárquicos de tolerância zero que não passam de discursos, fartos da conivência terceiro-mundista das autoridades policiais, este grupo sentiu que não tinha outra saída senão uma acção em força. Inspirados numa experiência grega muito semelhante, e com muito êxito em Atenas, criaram o seguinte autocolante:

Mais informações na página da iniciativa: passeiolivre.blogspot.com

 


A ler: um notícia do Expresso, onde é dito que a circulação dos automóveis vai ser afectada por um simulacro. Repare-se autocarros, peões, bicicletas, etc. não são mencionados, apenas os automóveis! Talvez por serem invisíveis...

publicado por MC às 10:36
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Nuno a 29 de Março de 2009 às 09:14
Lentamente, andar de bicicleta na cidade é algo cada vez menos alienigena para a opinião publica:

http://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Lisboa&Concelho=Lisboa&Option=Interior&content_id=1184693

De MC a 31 de Março de 2009 às 01:20
Cada vez mais comum para a opinião pública!
Aliás, eu acho que se deveria deixar de responder em quem fala em colinas, calor e outras "tonterias" (basta ya de tantas..). Ao verem o número de ciclistas a crescer, vão ligar o cérebro e vão deixar-se de isso.

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Não podemos estar indifer...

É fisicamente impossível ...

Se o estacionamento não f...

O planeamento urbano cent...

Mais estradas não resolve...

E também não, um carro em...

Não, um carro estacionado...

Até na OMS há preocupaçõe...

Os supermercados que cobr...

Até as multas ao estacion...

tags

lisboa(224)

ditadura do automóvel(216)

ambiente(208)

bicicleta(157)

cidades(114)

portugal(113)

peões(103)

sinistralidade(74)

estacionamento(71)

carro-dependência(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(58)

espaço público(58)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(39)

trânsito(33)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Julho 2017

Junho 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006