Segunda-feira, 9 de Março de 2009

Sai-me da frente, uma questão de status I

(Post que falando sobre bicicletas não é sobre bicicletas, mas sobre o status do automóvel)

 

Esta frase do MEC (a parte dos ciclistas stressarem os automobilistas), apesar de vir de alguém que pateticamente tenta ser engraçado, mostra como a grande maioria dos automobilistas vê os ciclistas. Os ciclistas são aqueles tipos irritantes, que atrapalham, que obrigam um tipo a perder uns segunditos até os conseguir ultrapassar. Há até vários casos onde os automobilistas ameaçaram e chegaram a pôr ciclistas em perigo deliberadamente, por exemplo empurrando-os para a berma, como forma de mostrar o seu desagrado. Duvido que alguma vez um ciclista tenha feito algo minimamente semelhante a um automobilista.

Este é mais um exemplo do estranho status a que o automóvel chegou na sociedade, onde tudo é visto do ponto de vista do automobilista. Centro da cidade fechado ao trânsito: atrapalha. Praça pedonalizada: atrapalha. Radarares e limites de velocidade baixos: caça à multa. Parquímetros e portagens: roubo. Imposto sobre combustíveis: roubo. Espaço urbano com jardins e espaços abertos: falta de estacionamento. Passadeiras e proibição de estacionar no passeio: atrapalha. Bandas sonoras: estraga os amortecedores.

No caso do carro vs bicicleta, aposto que nenhum automobilista (sem experiência de bicicleta) alguma vez se pôs no lugar do ciclista, mas garanto que todos os ciclistas já o fizeram em relação ao automobilista. Basta ler as mailing-lists da Bicicletada/Massa Crítica e os blogs pró-bicicleta para ver isso. Há imensa gente cheia de boas intenções que defende soluções, que na realidade têm o automóvel no topo das prioridades, como permitir as bicicletas na faixa BUS ou ciclofaixas de meio metro de largura. Não estou a dizer  que discordo ou que deixo de discordar, apenas que todas elas têm uma coisa em comum: não subtrair o espaço ao automóvel e não atrapalhar o automóvel.

 

Num dos próximos posts, um manual para ajudar os automobiistas a porem-se na posição dos ciclistas.


A ler: o CarFree France lembra o custo de automóvel eléctrico e o problema da falta de recursos naturais para produzir baterias. Por cá não precisamos de estar preocupados, porque o Governo já prometeu que ia usar dinheiro dos impostos de sete maneiras diferentes para pagar a quem quisesse andar num destes popós.

publicado por MC às 09:18
link do post | comentar | favorito

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Comércio local cresce

Ferrovia vs Rodovia em Po...

Dieselgate, só por si, ca...

Emissões da rodovia aumen...

Emissões CO2 de baterias ...

Santos Populares vs Carro...

Documentário de 1973 da R...

Acabou a maior vergonha n...

Nova rede ciclável de Lis...

Caça à multa ou ao dispar...

tags

lisboa(224)

ditadura do automóvel(211)

ambiente(208)

bicicleta(157)

cidades(114)

portugal(113)

peões(103)

sinistralidade(74)

estacionamento(68)

carro-dependência(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(57)

espaço público(57)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(39)

trânsito(31)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Junho 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006