Sábado, 21 de Fevereiro de 2009

Estratégia Nacional de Segurança Rodoviária II

Segunda parte deste post. A primeira foi uma crítica, esta é uma sugestão para a melhoria da sinistralidade nas cidades.

 

É fundamental a introdução do princípio da atribuição à partida da responsabilidade civil ao condutor no caso de um acidente, a chamada "strict liability". Isto é, passar o ónus da prova do peão como vítima, para o condutor, cabendo a este último provar que não foi negligente. Este tipo de legislação já existe há largos anos em vários países europeus (como a Alemanha, a Holanda, a Dinamarca, etc.) obrigando o condutor a antecipar o perigo que o peão pode vir a correr. Um estudo governamental britânico conclui aliás, que este tipo de legislação é um dos principais determinantes da baixa sinistralidade dos peões (crianças).

 


Mais uma boa notícia da diminuição do uso do transporte privado, neste caso travessia das pontes de Lisboa, no blog Os Verdes por Lisboa. O blog pergunta e bem, porquê insistir na terceira travessia rodoviária?

publicado por MC às 18:36
link do post | comentar | favorito
7 comentários:
De Hugo Jorge a 22 de Fevereiro de 2009 às 12:02
Estou a viver em Maputo e deparo-me diariamente com uma cidade onde os automobilistas não respeitam os peões. Ainda há dias fiquei mais de 10m à espera de atravessar a rua numa passadeira. Nenhum automobilista parou, como é habitual. Nem mesmo eu avançando e forçando eles vão parar. Moçambique é um dos países da região com maior sinistralidade apesar de ser o país com menos frota automóvel. São constantes os atropelamentos mortais em Maputo.

Como posso enquanto cidadão e peão intervir para que esta situação melhore? Alguma sugestão?
De MC a 22 de Fevereiro de 2009 às 21:10
Pois, em Maputo a assimetria de "poder" entre quem tem carro (logo dinheiro) e quem não tem, é ainda maior.
Agora sugestões... só tu andares na rua já deve ajudar. Quando visitei Maputo há uns anos, irritou-me ver que todos os "brancos" andavam fechados no seu carrinho - parecendo que faziam questão de mostrar que viviam no seu mundo à parte.
De Hugo Jorge a 23 de Fevereiro de 2009 às 12:14
Miguel,
A assimetria ainda se mantém. Andar a pé é muito fácil em Maputo. Existem muitas Avenidas e ruas paralelas e em quase todas os passeios são muito largos como deves ter tido a oportunidade de ver. Infelizmente alguns passeios estão muito danificados, existem buracos de esgoto e outras condutas sem tampas. E também existem muitos carros nos passeios. Mas apesar de todas as dificuldades eu ando a pé. É mais fácil. É mais barato e sem dúvida que fico a conhecer melhor a cidade e as pessoas.

Ando também de "chapa". Para quem não sabe o "chapa" é um transporte público operado por privados. São pequenas carrinhas tipo Toyota Hiace as quais fazem vários percursos na cidade e arredores em troca de 5 meticais (15 cêntimos em euros). Na semana passada mudei-me para uma nova casa e não sabia os percursos dos "chapas". E como não há um sitio onde se possa descobrir isso fiquei na rua durante algum tempo a ver passar os "chapas" e a apontar as rotas. Pensei como seria importante ter essa informação toda reunida.

De resto, algumas vezes ando de táxi e outras apanho boleias.

Em Maputo existem algumas pessoas que se deslocam em bicicleta (moçambicanos e estrangeiros). O número não é grande mas diariamente vejo cerca de 20 a 30 pessoas.

Bom, aqui fica mais este relato de Maputo.

Abraços,
Hugo
De Pedro a 22 de Fevereiro de 2009 às 20:42
Desculpem-me o comentário fora do âmbito deste texto mas, ao percorrer o Ondas3 (http://ondas3.blogs.sapo.pt/), lembrei-me deste blogue devido a uma hiperligação para um vídeo muito bom (talvez já conheçam?!):http://www.copenhagenize.com/2009/02/copenhagen-winter-cycling.html
De MC a 22 de Fevereiro de 2009 às 21:10
Por acaso já, mas obrigado na mesma! Deixa sempre!
De Samuel Santos a 30 de Abril de 2009 às 12:31
Gostaria que me enviasse, pah quem tiver, as especificacoes tecnicas do Toyota Hiace de 1999 de 9 e 25 lugares...

Agradecia que mandasse pah o meu mail caso alguem possua esta informacao

Samuel Santos
De MC a 1 de Maio de 2009 às 20:08
o que é um toyota hiace?

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Nova rede ciclável de Lis...

Caça à multa ou ao dispar...

O estacionamento como fun...

Tuk-tuks e as bicicletas,...

Os peões e as bicicletas ...

O excesso de velocidade d...

A mobilidade sustentável ...

O lado "verde" do apoio a...

10 Dicas para a bicicleta...

A EMEL vai investir 40 mi...

tags

lisboa(222)

ditadura do automóvel(211)

ambiente(204)

bicicleta(157)

cidades(113)

portugal(112)

peões(102)

sinistralidade(74)

carro-dependência(67)

estacionamento(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(57)

espaço público(57)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(38)

trânsito(31)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006