Segunda-feira, 3 de Novembro de 2008

Quem atrapalha o trânsito são os carros! II

Mais três exemplos de como os carros são os causadores dos conflitos na ocupação do espaço urbano, que leva a semáforos, regras, conflitos, sinistralidade, sinais, congestionamentos, etc.

 

1. Peões & Transportes Públicos

 

 

Não são necessários semáforos e regras, bom senso e atenção são suficientes para a convivência.

 

2. Peões & Bicicletas vs Peões & Carros

 

 

Apesar de ser um cruzamento com igual número de carros, peões e bicicletas, reparem que não há nenhuma linha - muito menos semáforos - no local onde os peões e as bicicletas se cruzam... o mesmo já não se pode dizer dos carros. Aliás, alguém já alguma vez viu um semáforo a regular um cruzamento de bicicletas com peões?

 

3. Carros & bicicletas

 

 

Rua de sentido único para automóveis, MAS de duplo sentido para bicicletas (e para peões, já agora!). Este caso é muito comum nos países onde a bicicleta é vista como um transporte. E percebe-se porquê, a bicicleta por ocupar muito menos espaço não atrapalha se for em sentido contrário. Um carro em sentido contrário provavelmente nem caberia (e por lá não se reduzem passeios).

 

Quem atrapalha o trânsito são os carros! I


Histórias de Lisboa por outros blogues.

Um carro-dependente que se queixa da EMEL rebocar carros estacionados em cima do passeio, quando "não existe nenhum sinal de proibição de estacionar"!! - "Oh seu guarda, não sabia que era proibido roubar, não havia nenhum cartaz a avisar na loja!"

A vergonhosa condescendência da polícia lisboeta para com o estacionamento ilegal.

Um post que eu queria escrever, mas que alguém escreveu por mim: o egoísmo de quem não se dá ao trabalho de deslocar alguns metros a sua carripana, prejudicando assim imensas pessoas.

A praça mais monumental do país transformada em parque de estacionamento.

publicado por MC às 22:54
link do post | comentar | favorito
11 comentários:
De Miguel Mendes a 4 de Novembro de 2008 às 08:47
Olá.

Tou a pensar comprar bicicleta e vi na Decathlon as Tribal Trial 7- Que achas? Onde posso recolher informações?

Migual
De MC a 4 de Novembro de 2008 às 10:27
desculpa, eu não percebo nada disso.. alguém por aqui?
De Pedro a 4 de Novembro de 2008 às 11:46
Miguel, veja em forumbtt.net.

MC, quando fazes um artigo com fotos das nossas bicicletas de deslocação diária? :P
De MC a 4 de Novembro de 2008 às 13:28
"quando fazes um artigo com fotos das nossas bicicletas de deslocação diária? "

não percebi...
(o Ricardo do bicicletanacidade.blogspot.com tem vários posts sobre bicicletas em Lisboa)
De Gonçalo Pais a 4 de Novembro de 2008 às 10:48
Viva.
Todos os dias faço a Av. de Brasília de bicicleta e na direcção Algés - Lx há um pequeno troço ao chegar ao cais do sodré que tem apenas um sentido. Faço-o em sentido contrário com o devido cuidado (a quantidade de carros estacionados dos dois lados torna-o perigoso) e com o conluio dos polícias que por vezes lá se encontram. Não faço mal a ninguém e torna o meu transporte ainda mais eficaz do que ele já é! Já agora: com o fecho do viaduto sobre o caminho de ferro em Pedrouços (para manutenção) circulo com muito mais calma e faço o mesmo tempo e por vezes melhor tempo do que os automóveis que circulam do lado "interior" da mesma avenida...
Em relação à dúvida sobre as bicicletas se quiseres podes me enviar um email para gnpais arroba hotmail . com . Estou a montar um centro de recursos para quem utiliza bicla no dia-a-dia mas ainda não o tenho preparado...entretanto posso ajudar-te.
abraço
De MC a 4 de Novembro de 2008 às 13:25
Também já usei esse "truque" de bicicleta.
Esse teu exemplo fez-me pensar na quantidade de atrasos/desvios que tenho que fazer de bicicleta em Lisboa para respeitar sentidos obrigatórios - que não fazem qualquer sentido existir para bicicletas. Mais uma vez, o trânsito automóvel a impor regras que me atrapalham.
De Tárique a 4 de Novembro de 2008 às 17:12
Ontem, na mesma paragem de autocarro da Av D Joao II onde há uma placa de estacionamento proibido, estavam estacionadas DUAS filas de carro e estava um polícia de transito à frente deles. Parado. Falei com ele:

- Sr. Agente, estão sempre aqui carros mal estacionados!
- Pois é (com ar basófia), arriscam-se a levar uma multa!
- O Sr. Agente é da brigada de trânsito, não vai multá-los?
- Não, porque tenho que ir ali

(dá-me as costas e "foge" de mim)

juro que isto aconteceu .
De ISABEL a 4 de Novembro de 2008 às 20:19
Olá Miguel,
Será que poderia divulgar aqui no blog um Colóquio sobre peões ?
Obrigada
Isabel
http://cidadanialx.blogspot.com/2008/11/convite-aos-leitores-do-cidadania-lx.html
De MC a 4 de Novembro de 2008 às 23:28
nem é preciso pedir! o post já estava previsto ;)
De Isabel a 4 de Novembro de 2008 às 23:30
Obrigada
Não quer aparecer?
De MC a 4 de Novembro de 2008 às 23:42
Claro que quero! Mas infelizmente não estou em Lisboa nesse dia...

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Não podemos estar indifer...

É fisicamente impossível ...

Se o estacionamento não f...

O planeamento urbano cent...

Mais estradas não resolve...

E também não, um carro em...

Não, um carro estacionado...

Até na OMS há preocupaçõe...

Os supermercados que cobr...

Até as multas ao estacion...

tags

lisboa(224)

ditadura do automóvel(216)

ambiente(208)

bicicleta(157)

cidades(114)

portugal(113)

peões(103)

sinistralidade(74)

estacionamento(71)

carro-dependência(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(58)

espaço público(58)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(39)

trânsito(33)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Julho 2017

Junho 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006