Quarta-feira, 10 de Setembro de 2008

Os caminhos do desenvolvimento

Com a abertura do Tróia Resort patrocinado pela Somague e a pressão do grupo Amorim ao Governo para a redução dos impostos sobre o casino de Tróia, prevê-se que a pequena língua de terra até Comporta se veja envolvida por várias trocas de palavras pouco amenas entre o Governo, os grupos económicos que, sem imaginação, mostram algum dinamismo, os grupos ambientalistas e o autarca de Grândola, que clama por um desenvolvimento para a sua região.

 

Os acessos a esse pequeno istmo com vistas paradisíacas quer para o oceano, quer para o para o estuário do Sado são bastante fracos. Estradas apenas com uma faixa de circulação para cada sentido e que frequentemente são invadidas pela areia das dunas ou pela caruma dos pinheiros, típico da costa vicentina. Uma viagem feita de bicicleta pela zona atesta o seu profundo atraso.

 

Recomenda-se portanto uma ponte que permita ligar a região de Setúbal a Troía e que além de levar o desenvolviment a todo a estância de turismo de qualidade que virá a florescer, permite também o progresso da vila da Comporta e uma maior rapidez de fluxos a todo o litoral alentejano. De sublinhar é também a previsível diminuição da poluição marítima devido aos ferrys.

 

 

Este espaço permite-se ao auxílio do Ministro Mário Lino e das Estradas de Portugal e apresenta desde já um esboço algo tosco do futuro:

 

publicado por TMC às 11:49
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Nuno a 10 de Setembro de 2008 às 12:50
Só podes estar no gozo!!!!!
Uma ponte naquela zona? Mais carros? Uma auto-estrada para Grândola??? Tá tudo louco????? Foste subornado pelos lobistas do betão??????????
Só as construções todas que se fizeram em Tróia após o tesourinho deprimente das implosões são um embuste ao bom senso, ao ambiente e principalmente à consciência colectiva e valores de cidadania que qualquer português não impecil nem anormal deveria possuir.
Uma ponte para tróia seria mais um atentado aquela zona, mas dado o grau de imbecilidade e carro-dependência nacionais não me surpreenderia nada....
De Antoninho a 10 de Setembro de 2008 às 14:38
por enquanto ainda la podes passar de bicicleta... mas felizmente uma ponte e auto estrada facilmente inibiria tais primitivos marginais de duas rodas e dois pedais, se aventurarem or essas ruas do estimado e bem feitor desenvolvimento.

Perdoai meu Deus a quem nao percebe as ironias!
De António Marques a 10 de Setembro de 2008 às 23:15
Cuidado! A ironia nos blogs só resulta quando é evidente... :-)
De O Outro Nuno a 14 de Setembro de 2008 às 16:10
Exactamente! ;)
Como costumo comentar no M1C fiquei surpreendido com a minha própria falta de sentido de Humor num episódio de sonambulismo de que não me recordava!

Admiro no entanto o entusiasmo e o zelo.

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Ferrovia vs Rodovia em Po...

Dieselgate, só por si, ca...

Emissões da rodovia aumen...

Emissões CO2 de baterias ...

Santos Populares vs Carro...

Documentário de 1973 da R...

Acabou a maior vergonha n...

Nova rede ciclável de Lis...

Caça à multa ou ao dispar...

O estacionamento como fun...

tags

lisboa(224)

ditadura do automóvel(211)

ambiente(208)

bicicleta(157)

cidades(113)

portugal(113)

peões(103)

sinistralidade(74)

estacionamento(68)

carro-dependência(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(57)

espaço público(57)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(39)

trânsito(31)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Junho 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006