Segunda-feira, 21 de Julho de 2008

Porque razão os peões deve(ria)m desrespeitar as regras VIII

 

As nossas cidades são em muitos casos pedaços de bairros rodeados por vias-rápidas, em vez de um contínuo urbano. Para o peão ir ao vizinho da frente resta-lhe a possibilidade de usar estas horrendas passagens aéreas... É preciso caminhar até elas (normalmente só há uma de km a km) e atravessá-las, o que pode ser bem chato como se vê acima. O que seria feito num minuto numa cidade humana, demora um quarto de hora com estes "amigos do fluxo automóvel". As vias-rápidas (desde "avenidas" a auto-estradas mesmo) acabam por servir assim de barreira à coesão social e urbana da cidade, tornando-a mais desumana.

Estas passagens são mais um exemplo de como o peão é totalmente desprezado em nome da circulação automóvel. Ironicamente, e como sempre, não é quem está na origem do conflito de espaço que é sacrificado e forçado a respeitar os outros, é o peão que não causa congestionamento nem necessita de grandes viadutos que se lixa.

O caso da fotografia é particularmente aberrante, porque está numa zona cheia de enormes viadutos, mas não parece ter havido um milésimo dos fundos necessários a essas obras, para aqui criar uma solução mais amiga do peão.

Pior, a passagem aérea não atravessa uma auto-estrada, atravessa uma estrada a 100m de uma rotunda (a foto é tirada da rotunda). Ou seja as velocidades ali não são altas. Porque não criar umas lombas e uma passadeira? Por que é que o peão é forçado a dar aquela volta toda, em vez de ser o trânsito a parar por 10 segundos?

 

Eu ali não teria dúvidas... era atravessar a direito.

 


Eu não dou grande significado a estatísticas isoladas de uma medição mensal, logo com pouca significância estatística, mas aparentemente a circulação automóvel já se está a reduzir. O JNegócios diz que em Junho houve menos 60 mil carros a entrar em Lisboa.

publicado por MC às 11:31
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De Nuno a 22 de Julho de 2008 às 22:52
Caros Menos um Carros,

Como portuense e para mostrar como a militãncia dos "não motorizados" deve estender-se a nível nacional convidava-os a visitar este muito frequentado e participado blogue sobre a defesa da baixa do porto em que são dados verdadeiros tiros no pé com ataques mentecaptos a quem circula a pé e de carro.

http://www.porto.taf.net/dp/node?from=20

É chocante ver atitudes assim em políticos, médicos, arquitectos e engenheiros como são alguns dos contribuidores do blogue!
De O Especialista a 23 de Julho de 2008 às 02:01
Olá boa noite!
Estive dando uma volta no seu Blog e achei muito interessante. Aqui no Brasil, por incrível que pareça sentimos falta das passarelas e temos lombadas ( lombas) demais nas ruas. Algumas muito altas, outras muito largas.

Um Abraço!
O Especialista
www.carroceria.blogspot.com
Nova Postagem: Estrutura de Carroceria
De Gonçalo Pais a 28 de Julho de 2008 às 14:51
Boa tarde Miguel, veja este site na net que em jeito de "peladainha" vai apontando num placar as vitórias de cada lado (carros vs pessoas): http://www.ciclobr.com.br/diasemcarro/carrosxpessoas01.asp

Abraço
Gpais
De Gonçalo a 29 de Julho de 2008 às 01:42
Essa foto é tirada em Alfragide, ali para os lados do Decathlon/IKEA ? Se fôr, seria algo um pouco tragi-cómico vir aqui recordar como é ir fazer compras para aqueles lados indo de transportes públicos...
De MC a 17 de Agosto de 2008 às 20:48
Exacto. Na rotunda das traseiras do Decathlon

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Não podemos estar indifer...

É fisicamente impossível ...

Se o estacionamento não f...

O planeamento urbano cent...

Mais estradas não resolve...

E também não, um carro em...

Não, um carro estacionado...

Até na OMS há preocupaçõe...

Os supermercados que cobr...

Até as multas ao estacion...

tags

lisboa(224)

ditadura do automóvel(216)

ambiente(208)

bicicleta(157)

cidades(114)

portugal(113)

peões(103)

sinistralidade(74)

estacionamento(71)

carro-dependência(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(58)

espaço público(58)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(39)

trânsito(33)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Julho 2017

Junho 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006