Quinta-feira, 29 de Maio de 2008

Quando 1 vale mais que 40

O nosso código da estrada é provavelmente dos mais pró-automóvel na Europa. Veja-se como menospreza os ciclistas, não obriga o condutor a ser cuidadoso com os peões, etc... Também há coisas boas, que infelizmente ninguém cumpre, que quase todos desconhecem e (pior ainda) que nenhum polícia faz cumprir. Por exemplo é proibido buzinar a torto e direito, e os peões que já estejam a atravessar uma rua têm prioridade sobre um automóvel que acaba de aparecer, independentemente de estarem numa passadeira ou não.

O artigo 19 diz que os condutores devem abrandar ou parar para que os autocarros possam retomar a marcha. Isto ninguém cumpre nem ninguém faz cumprir. E nem era preciso haver um código, bastava ter o mínimo de respeito pelos outros... mas isso é pedir demais. Um autocarro tem 40 pessoas a bordo, e um automóvel tem uma ou duas, mas para o condutor ele vale mais que os outros. É o "deixa passar à frente", "o autocarro que espere", etc... Andar de autocarro chega a ser desesperante, porque este egoísmo impede o autocarro de andar a uma velocidade média decente.

publicado por MC às 11:57
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Cátia a 29 de Maio de 2008 às 14:12
O Código também diz que não se deve ultrapassar a torto e direito.

No entanto....a realidade é bem diferente da teoria. E é daquelas regras de ouro da segurança na estrada.

O Código tamém diz que a velocidade deve ser adequada às condições da meteorológicas e da via. No entanto... E também é mais uma regra de ouro da segurança nas estradas.

O Código também diz que é proibido conduzir sob influência do álcool ou de substancias psicotrópicas. No entanto...até bombeiros violam esta regra consecutivamente de vários mesmo depois de já terem sido apanhados e condenados.

P Código também obriga a que o condutor tenha tíulo que permita conduzir par ao poder fazet (carta de condição). No entanto... "Gastar dinheiro para tirar a carta e ter de ir a aulas de código da estrada? Eu sei conduzir! Olha eu a abrir ali na autoestrada", pensamento de alguns condutores sem c. de c.

Em Portugal não servia de nada o Código da Estrada ser menos pró-automóvel. A mamioria das regras de condução já são largamente desrespeitadas, se houvesse mais, mais seriam desrespeitadas.

Há imensos problemas ligados com o (des)cumprimento das regras do C. da E. e alguns são mesmo de origem social, como a valorização da velocidade, a desvalorização de quem cumpre as regras, o sentimento de impunidade, entre outros.
De António C. a 29 de Maio de 2008 às 15:04
É a cultura da mediocridade...

Aliás, nós só escrevemos tantas leis porque gostamos de as desrespeitar. Leis escritas de pouco servem... se não há quem as execute.

Actualmente estou fora de Portugal no Reino Unido e achei curioso numa placa dentro do autocarro dizer "Thank you for not Smoking" enquanto em Portugal concerteza se escreveria "Proibido Fumar"... Só assim se explica a necessidade de infringir as regras, que gostamos de escrever...

Demasiados burocratas, muito pouco interessados em viver realmente melhor.
De MC a 29 de Maio de 2008 às 15:14
Cátia,
concordamos completamente.
Neste caso o que eu quis apontar foi o facto de quase ninguém saber da regra, e os polícias nunca a fazerem respeitar.
De Ana a 3 de Junho de 2008 às 18:34
é o chamado, falta de civismo!

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Comércio local cresce

Ferrovia vs Rodovia em Po...

Dieselgate, só por si, ca...

Emissões da rodovia aumen...

Emissões CO2 de baterias ...

Santos Populares vs Carro...

Documentário de 1973 da R...

Acabou a maior vergonha n...

Nova rede ciclável de Lis...

Caça à multa ou ao dispar...

tags

lisboa(224)

ditadura do automóvel(211)

ambiente(208)

bicicleta(157)

cidades(114)

portugal(113)

peões(103)

sinistralidade(74)

estacionamento(68)

carro-dependência(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(57)

espaço público(57)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(39)

trânsito(31)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Junho 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006