Segunda-feira, 19 de Maio de 2008

Campanhas de sensibilização? Não obrigado!

Depois do título-choque para chamar a atenção um esclarecimento, claro que não sou contra "campanhas de sensibilização" sobre mobilidade sustentável, acho é que elas devem ter um  papel secundário. Fundamental, mas secundário.

Vem isto a propósito de muitos comentários que leio e oiço a propósito de problemas que têm obrigatoriamente que ser resolvidos por todos, como o ambiente e a mobilidade sustentável. Muitos que concordam comigo na análise dos problemas, insistem antes de mais que é necessário "mudar mentalidades", que as pessoas devem ser sensibilizadas para os impactos das suas decisões pessoais sobre os outros, como abusar do carro, desperdiçar energia, etc... Não digo que não, mas são três as razões porque eu acho que devemos começar ontem a penalizar quem toma atitudes contrários ao bem comum (portagens urbanas, impostos sobre os combustíveis, redução do estacionamento nas cidades, redução das velocidades, etc...), em vez de contar com as "campanhas de sensibilização".

 

1. Os resultados práticos deste apelo às consciências é como uma árvore acabada de plantar, só traz frutos - quando os traz - daqui muitos anos. E inicialmente pequenos e em pouca quantidade. E nós precisamos deles para ontem.

2. Promover o altruísmo, ou seja convencer parte da população a agir de acordo com a sua consciência ambiental, é fazer o justo pagar pelo pecador. O justo acarreta com os custos, e o pecador recolhe os frutos.

3. A "sensibilização" tem normalmente um sucesso limitado. Esqueçam os ambientes, as mobilidades sustentáveis, e essas esquisitices. Pensem em pessoas a passar fome, a viver na rua, sem acesso a cuidados de saúde. Nos EUA a população está muito mais sensibilizada para este tipo de caridade do que na Europa. Por lá há muitos que são voluntários, os milionários competem pela maior doação, e a "sensibilização" está em todo lado. Os americanos acham que os problemas sociais devem resolvidos por atitudes altruístas, mas na Europa estamos convencidos que deve ser a lei, e portanto o Estado, a fazê-lo, isto é a lei deve obrigar-nos a todos a contribuir. Alguém tem alguma dúvida que é bem melhor ser pobre na Europa do que nos EUA?

 

Do meu ponto de vista, as campanhas apenas servem para garantir que as mudanças que devem afectar todos sem excepção, são bem discutidas, bem formuladas, bem compreendidas e bem aceites.

 


Está finalmente disponível mais uma excelente reportagem e respectivo texto do SIC Terra Alerta, desta vez sobre o também excelente projecto 100 dias de bicicleta na cidade de Lisboa. A não perder!

publicado por MC às 09:49
link do post | comentar | favorito

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Se o estacionamento não f...

O planeamento urbano cent...

Mais estradas não resolve...

E também não, um carro em...

Não, um carro estacionado...

Até na OMS há preocupaçõe...

Os supermercados que cobr...

Até as multas ao estacion...

Comércio local cresce

Ferrovia vs Rodovia em Po...

tags

lisboa(224)

ditadura do automóvel(214)

ambiente(208)

bicicleta(157)

cidades(114)

portugal(113)

peões(103)

sinistralidade(74)

estacionamento(71)

carro-dependência(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(58)

espaço público(58)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(39)

trânsito(33)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Julho 2017

Junho 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006