Terça-feira, 13 de Maio de 2008

Como em Bruxelas...

A Helena Matos escreveu hoje um absurdo (por não estar minimamente informada sobre o que fala) artigo de opinião sobre as bicicletas e os automóveis. Não o vou comentar, porque já aqui foi feito e muito bem.

Aproveito só esta frase "querem obrigar os cidadãos de uma cidade quente e inclinada como Lisboa [...] a andar a pé ou de bicicleta como os de Bruxelas" para mostrar mais umas imagens dessa tal cidade "plana" onde tem havido um fortíssimo incentivo por parte das autoridades à bicicleta como transporte urbano.

 

 

 

A última foto serve apenas para mostrar que em Bruxelas há várias ruas a passar por cima de outras devido ao relevo, tal como acontece em Lisboa.

Estes belgas são parvos...

 


Post recomendado: Video da campanha da ACA-M sobre a sinistralidade dos peões há um ano n'O Carmo e a Trindade

publicado por MC às 22:44
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De PR a 14 de Maio de 2008 às 08:48
Como tu já mencionaste há algum tempo atrás, nao se deveria esquecer, que - por mais supreendente que seja - as bicicletas hoje em dia já possuem mudancas....
De MC a 14 de Maio de 2008 às 09:33
Exacto...
Mas essa tem direitos de autor, mas infelizmente já não me lembro quem fez originalmente esse sábio comentário
De CarlosM a 16 de Maio de 2008 às 11:55
Da Helena Matos não esperaria outra coisa... O argumento das altas temperaturas estivais é ridículo, de tantas vezes que é repetido por pessoas viciadas no uso do automóvel como transporte individual em espaço urbano... Pela mesma ordem de ideias, andar a pé seria também complicado, sempre a subir e a descer as tais ruas inclinadas sob um sol de justiça! Ou seja, e reduzindo a coisa ao absurdo, com tal clima e topografia urbana não só não se pode utilizar a bicicleta, como também não se pode andar a pé... Coitadinhos, gente na flor da vida que se cansa depois de percorrer um quarteirão sem outra ajuda que não seja a das suas pernas... E depois queixam-se de coisas como o sedentarismo, excesso de peso, diabetes, hipertensão arterial, etc. Vem a talhe de foice um comentário que ouvi há dias da boca de uma amiga (médica num hospital do grande Porto), segundo a qual muitas crianças em idade escolar exibem níveis de resistência física abaixo do que seria normal na sua faixa etária... porque andam cada vez menos a pé! E correm, saltam e mexem-se no geral cada vez menos.
Quanto a alguns pais - pelo menos os de maior capacidade económica - recorrem aos ginásios para compensar a falta de algo que há uma ou duas gerações todos faziam de modo normal no seu quotidiano: andar a pé!
De anabela a 16 de Maio de 2008 às 12:23
Por acaso, tenho ideia de ter lido há uns tempos uma entrevista à Helena Matos em que ela dizia que não tinha carro (parece-me até que afirmava que não tinha carta), e que fazia as suas deslocações de mota. Ou eu estou a fazer confusão ou ela mudou de ideias.
De MC a 16 de Maio de 2008 às 12:57
No Blasfémias, ela afirma que não anda de automóvel na cidade...

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Não podemos estar indifer...

É fisicamente impossível ...

Se o estacionamento não f...

O planeamento urbano cent...

Mais estradas não resolve...

E também não, um carro em...

Não, um carro estacionado...

Até na OMS há preocupaçõe...

Os supermercados que cobr...

Até as multas ao estacion...

tags

lisboa(224)

ditadura do automóvel(216)

ambiente(208)

bicicleta(157)

cidades(114)

portugal(113)

peões(103)

sinistralidade(74)

estacionamento(71)

carro-dependência(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(58)

espaço público(58)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(39)

trânsito(33)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Julho 2017

Junho 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006