Quarta-feira, 9 de Abril de 2008

Parabéns! Temos das melhores redes de auto-estradas na Europa!... mas para quê?

aqui tinha começado a fazer o exercício de verificar qual o país com melhor cobertura de auto-estradas. O que fiz foi procurar a maior cidade em cada país sem auto-estrada. Se todas as cidades com mais de 50 mil habitantes tiverem auto-estrada num país, e noutro só a partir dos 100 mil habitantes, acho que é razoável dizer que no primeiro a cobertura é melhor.

O resultado era o de esperar, Portugal é esta no Top! Para que não fiquem dúvidas:

Portugal: Beja é a maior sem auto-estrada e tem 28 mil habitantes
Espanha: Ciudad Real  não tem auto-estrada e tem 70 mil
França: Rodez 65
Itália: Siracusa 124
Escócia: Inverness 67
Inglaterra: Grimbsy 88
País de Gales: Wrexham 43
Alemanha: Coburg 42
Holanda: Stadskanaal 34
Suíça: Schaffhausen 34
Áustria: Steyr 39
Dinamarca: Holstebro 34
Suécia: Vaxjo 56
Grécia: Ioannina 70
Noruega, Irlanda e Finlândia nem uma rede de auto-estradas digna desse nome têm! Só na Bélgica - que têm a mesma população mas por ser pequena tem menos kms que nós - é que não arranjei nada. (Achei que nem valia a pena ver os países de leste).

O que é que a gente ganha com esta obsessão (além do record no Guiness?)
Como é que um país relativamente pobre gastou tantos milhões em alcatrão, quando há tanta coisa mais importante por fazer?
Onde é que está o tal "desenvolvimento" que as auto-estradas iriam trazer? Não há ponte ou auto-estradeca neste país que não "vá trazer desenvolvimento à região"... Alguém o viu?
Porque é que ao mesmo tempo que temos as melhores auto-estradas, temos a pior ferrovia que é bem mais eficaz, barata, verde, etc...? Porque é que o Estado promove descaradamente o meio de transporte mais ineficaz, perigoso e poluente?
Porque é tendo nós o problema de importarmos bem mais do que exportamos, insistimos em gastar mais e mais em petróleo que vem do exterior? E porque não poupamos esse dinheiro para coisas mais importantes?
Porque é que gastamos em alcatrão quando a tendência é a de deixar de apostar no automóvel há décadas nos outros países? Aliás tenho muitas dúvidas que algum país, que tivesse partido da nossa situação no início dos anos 80, alguma vez tivesse gasto tanto em auto-estrada, o que nos teria feito ganhar o campeonato das auto-estradas a 10 jornadas do fim.

Que venham mais pontes, viadutos, túneis! Ponte para as Berlengas, para as "desenvolver"! Um viaduto até à Torre na Serra da Estrela, que aquelas curvas são chatas! Auto-estrada para Canas de Senhorim, já!

Isto é uma patologia psiquiátrica colectiva, é o que é.
publicado por MC às 21:43
link do post | comentar | favorito
32 comentários:
De José Amoreira a 10 de Abril de 2008 às 08:30
Quanto ao viaduto para a Torre na Serra da Estrela, é uma proposta muito razoável, a estudar seriamente. O que já foi pedido, isso sim, foi a duplicação das faixas na estrada que lhe dá acesso...
Em nome do progresso e do desenvolvimento do turismo, está-se mesmo a ver!
Sim, porque sem auto-estradas na montanha, como é que se pode desenvolver o turismo de montanha? É impossível!
De José Amoreira a 10 de Abril de 2008 às 08:41
Desculpa lá estar a abusar aqui da caixa de comentários. Mas é que, de facto, *já há* uma autoestrada em Canas de Senhorim! Se não é, parece: duplicação das faixas nos dois sentidos que estão isolados um do outro por um separador central, faixas de aceleração para entrada e de desaceleração para saída, grandes raios de curvatura nas curvas, velocidade máxima 120 km/h, etc. Desde o entroncamento com o IP3, perto de Sta Comba Dão, até justamente Canas de Senhorim, numa extensão de perto de 22km. É a estrada nacional N234/IC12.

Um abraço!
De MC a 10 de Abril de 2008 às 20:25
Duplicação de faixas?? Está tudo louco?
(agora que penso nisso, acho que já o tinha lido no cantaro zangado ou no ondas3). Porque não se faz o óbvio: taxar a circulação automóvel de não-residentes, que teriam direito a um estacionamento e um autocarro?...

Canas já tem auto-estrada? Eu só olhei rapidamente no viamichelin, e como não vi as linhas amarelas e vermelhas... de facto há um IP com duas faixas ou algo parecido. Vou ter que mudar o meu banner.
De AndréV a 10 de Abril de 2008 às 11:41
um grande exemplo de que as autoestradas nao são sinónimo de desenvolvimento é a Irlanda. quando entrou para a UE era um dos países mais pobres. actualmente é um dos mais ricos. os poucos km de autoestrada que possui partem de Dublin e acabam 20 km depois. nao há autoestradas a ligar as maiores cidades Irlandesas.
De MC a 10 de Abril de 2008 às 20:23
De Strider a 11 de Abril de 2008 às 02:04
Ciudad Real vai ter auto-estrada:

http://www.autopistamadridtoledo.com/english/conozcaAutopista/index.htm

Siracusa tem a A-18
http://home.no.net/lotsberg/data/italia/autostrade.html

Grimbsy também tem:
http://en.wikipedia.org/wiki/M180_motorway

Antirrio-Ioannina motorway
http://en.wikipedia.org/wiki/Ionia_Odos

Não investiguei os outros casos porque com estes já é suficiente para perguntar de onde foram retirados os dados do post orignal....e como foram calculadas as conclusões...
De MC a 12 de Abril de 2008 às 17:54
Caro Stider,
ao menos desta vez foram críticas construtivas e cépticas.. por isso merece resposta.

Ciudad Real: como dá para imaginar, é um pouco mais difícil saber que cidades viriam a ter auto-estradas, do que saber as que têm agora. Mas se formos contar com as que vão ter, isso só ajudaria a minha posição! Tal como escrevi no post antigo que refiro no início deste, todas as cidades pequenas em Portugal sem auto-estrada (Beja, Bragança, Portalegre, Sines, etc...) vão ter auto-estrada na BREVIDADE. Em vez de 28 mil habitantes, vamos ter todas as cidades de 15 ou 20 mil habitantes para cima com auto-estrada à porta! Ou seja, ainda mais aberrante será a nossa situação.

Uma coisa é a auto-estrada aparecer em planos, outra coisa é ela existir e ser mesmo auto-estrada (as designações dependem do país).

Siracusa:
chamas a isto uma auto-estrada
http://maps.google.com/maps?f=q&hl=pt-PT&geocode=&q=siracusa&ie=UTF8&ll=37.27372,15.128968&spn=0.003176,0.005021&t=h&z=18

Grimbsy:
a M180 não chega a Grimbsy:
http://maps.google.com/maps?f=q&hl=pt-PT&q=Grimsby,+South+Humberside,+United+Kingdom&ie=UTF8&cd=1&geocode=0,53.565444,-0.075187&ll=53.544796,-0.302811&spn=0.303553,0.6427&z=11

Ioannina: nem leste o link, pois não?? É um auto-estrada que está a ser preparada...
De Strider a 14 de Abril de 2008 às 13:02
1. "...isso só ajudaria a minha posição!"...que é? Eu vejo uma...todos os paises e não só Portugal continuam a construir auto-estradas....era esse o ponto que queria introduzir.

2. Tal como os habitantes de Grimbsy (e outros), eu moro em Carcavelos a A5 também não chega lá, tenho que percorrer outras estradas até chegar à portagem da A5...por isso é que perguntei qual foram os critérios escolhidos para dizer que cidades tem ou não tem auto-estrada...acho que ainda não tive resposta...

3. Se não consideras a auto-estrada de Siracusa auto-estrada, então eu estou-me a lembrar de algumas em Portugal que se calhar também não o são só porque só tem 2 fachas de cada lado e pouco transito...

4. Eu disse em algum lado que Ionnina já tinha auto-estrada?! O ponto que tentei passar é que vai ter e isso é o importante, porque pelos visto Portugal não é o único pais que continua a investir na construção das mesmas....
De MC a 15 de Abril de 2008 às 09:50
Comparas Siracusa a Carcavelos? Para lá da primeira ser uma cidade autónoma e a segunda um subúrbio, o ViaMichelin diz que Siracusa está a 15km (por uma estrada de uma faixa só) da auto-estrada... Carcavelos está a quantos?

Os outros comentários nem merecem resposta
De Strider a 15 de Abril de 2008 às 11:18
Tive em Siracusa há 2 anos, por isso quando faço a comparação tem noção do que falo. Se Carcavelos fosse fosse numa ilha possívelmente também não haveria auto-estrada...A Madeira tem auto-estrada e os açores?!

Claro que não comentas os outros comentários porque não tens reposta para eles. LOL.
De Anónimo a 17 de Abril de 2008 às 11:07
não é por nada mas na madeira há auto-estradas e nos açores também à volta de S. Miguel. essas sim têm 2 faixas e são verdadeiras autoestradas. Não compares os açores e a madeira com a sicilia que é quase do tamanha do norte de portugal. a madeira nem sequer deve se chegar ao tamanho do distrito do porto e os açores todos juntos também
De Anónimo a 17 de Abril de 2008 às 11:26
pode verificar aqui em:
http://i180.photobucket.com/albums/x122/afv29/madeira.jpg

http://i180.photobucket.com/albums/x122/afv29/sminguel.jpg

Na realidade Siracusa tem autoestrada:
http://i180.photobucket.com/albums/x122/afv29/siracusa.jpg
De Strider a 17 de Abril de 2008 às 12:07
A auto-estrada a que te referes na Madeira é um "via rápida". Segue um vídeo chocante mas que mostra bem parte do trajecto.

http://www.youtube.com/watch?v=KHJuDOM-mjo

Ilha de são Miguel não conheço, mas eu apostaria também que seja "via rápida"....

Em relação a Siracusa ter ou não auto-estrada. Só me dás razão. Fica a ambiguidade do post original que eu questionei logo na primeira resposta.


De MC a 17 de Abril de 2008 às 12:21
Para quem não seguiu o link que eu dei a propósito de Siracusa, o que o link mostrava era a estrada pela qual se chega a Siracusa, e que tem UMA faixa para cada lado.
Ou seja nem auto-estrada, nem via-rápida com duas faixas.

Quando escrevi o post aceitei como "auto-estrada" uma via-rápida com duas faixas (as que têm cruzamentos obviamente que não contam). E aceitar isto como "auto-estrada" só dificultaria o meu argumento, porque em Portugal a proporção de vias de 2 faixas que merecem a exigente designação de AE, é bem maior que a média.
Por exemplo Espanha tem as autovias, que sendo piores que as AE, eu aceitei como AE no post.
De llll a 17 de Abril de 2008 às 19:55
lembre-se que muitas vezes as fotos aéreas são de anos anteriores
De MC a 17 de Abril de 2008 às 21:59
Se alguém me pagar, eu vou in loco verificar uma a uma. As fotos podem não de ontem.. MAS ISSO ACONTECE PARA TODOS OS PAÍSES! Em média vai dar ao mesmo
De Anónimo a 17 de Abril de 2008 às 19:59
sendo assim tem toda a razão
De Anonimo a 11 de Abril de 2008 às 13:58
Investe-se tanto em autoestradas em nome do progresso!!! SIM do progresso das contas bancárias das empresas de construção, que por sua vez fazem progredir as campanhas dos partidos!!! E como o retrocesso mental dos portugueses em termos de mobilidade é patente, ficam mais contentes com uma auto-estrada para o passeio higiénico de domingo do que com um hospital ou universidade....
De CarlosM a 17 de Abril de 2008 às 12:08
Sícila: 25 710 km²
Madeira: 801 km²
Açores: 2.333 km²
De Anónimo a 25 de Abril de 2008 às 01:48
Discordo completamente das opiniões aqui dadas!Acho que as auto-estradas são sim um grande progresso e inovação que se faz no país.Penso que são sempre uma mais valia e nunca uma menos valia, embora tenha os seus custos, mas o seu retorno vai mais cedo ou mais tarde irá reflectir-se no país.Vivo numa cidade do interior e sei o que era ir a Lisboa ou ao porto e demorar 5h e sei que esta auto estrada trouxe um grande progresso para esta zona e mais facilidade de mobilização que só por si já foi uma grande inovação e progresso e foi sei dúvida uma mais valia.
De Anónimo a 25 de Abril de 2008 às 09:08
mais valia, mais valia, mais valia estar calado...

"grande progresso e inovação que se faz no país"...

no comments!
De Anónimo a 25 de Abril de 2008 às 14:35
olha meu caro apenas expressei a minha opinião! se não estas de acordo tudo bem eu aceito!Agora se queres mandar calar alguém vai mandar calar q tua mãe.
De Strider a 28 de Abril de 2008 às 11:25
Aqui está um belo exemplo do radical activista que não para a nada (mesmo quando já sabe que não tem razão) para impor o seu ponto de vista. Viva a democracia...muito bom LOL .
De MC a 28 de Abril de 2008 às 09:18
O que é que chegar rapidamente a Lisboa tem a ver com progresso e inovação?
Já agora, incito-o a dar umas palestras na Noruega, Finlândia e Irlanda sobre progresso e inovação - que apesar de serem dos países mais ricos, mais desenvolvidos e com tecnologias mais de ponta, ainda insistem a não ter auto-estrada entre as principais cidades do país.
De Anónimo a 29 de Abril de 2008 às 22:34
É muita mais giro nos deslocarmos em caminhos de cabras realmente nesse ponto tem razão, torna a deslocação mais interessante!Para que uma AE para nos unirmos à Europa, viva o atraso! Aconselho seriamente a ver as vantagens e as desvantagens que as auto estradas trouxeram e depois diz algo! enquanto não souberes isso não digas barbaridades. mas se conseguires arranjar mais desvantagens do que vantagens calo me para sempre! e vê também a geografia da Noruega e depois talvez percebes o porque de não ter assim tantos km de AE.
De VG a 29 de Abril de 2008 às 22:47
Lá que digam que a distribuição da rede de auto estradas não tá bem feita é uma coisa, agora chegar ao ponto de dizer que não trazem benefícios para um país, acho k nesse ponto é errado dizer isso!mas como não sou entendido na matéria, os entendidos que se expressem!
De MC a 30 de Abril de 2008 às 00:52
Eu também fico curioso para ouvir um "entendido". E já agora que esse "entendido" depois vá falar com os palermas dos irlandeses, que eles andam a fazer alguma coisa de errado.
Andam a desenvolver-se tão depressa - ainda há 20 anos eram dos mais pobres - e nem auto-estrada entre as duas principais cidades têm.

(oops, e lá se foi a desculpa esfarrapada da geografia norueguesa)

Desvantagens:
fortíssimo impacto ambiental,
milhares de milhões gastos em auto-estradas que poderiam ter sido usados em desenvolvimento propriamente dito (tem noção que um km de AE custa à volta de 5 ou 6 milhões de euros?.. e nós temos 2000km)
aumento do uso do transporte privado que causa uma enorme dívida ao exterior devido à importação de combustíveis
destruição de campos, aldeias, vilas e cidades por onde passam as AE
enorme ruído para as populações próximas da via
etc

De Anónimo a 30 de Abril de 2008 às 13:39
Já que estamos numa de comparações vê quantos km de AE tem a Alemanha e vê a economia que é! só a maior da Europa e a 3º maior da Europa!
De Anónimo a 30 de Abril de 2008 às 13:40
Já que estamos numa de comparações vê quantos km de AE tem a Alemanha e vê a economia que é! só a maior da Europa e a 3º maior do mundo!
De Strider a 30 de Abril de 2008 às 14:06
Só para deixar claro que quem escreveu esses comentários como "Anónimo" não sou eu (Strider)...e aliás acho é útil as pessoas se identificarem com algum pseudónimo em vez de "Anónimo"...
De JT a 4 de Fevereiro de 2009 às 09:06
Caro Anonimo,
Ninguém defende que as deslocações a Lisboa demorem 5 horas, mas sim que sejam feitas de comboio em vez de carro. Mais barata, menos espaço, menos poluente, etc ,...É isso que tentam demonstrar neste blog. Que o desenvolvimento noutros países foi conseguido sem recorrer à construção de auto-estradas mas antes de outros meios de transporte.
De João Pimentel Ferreira a 7 de Abril de 2014 às 09:27
Tenho pensado muito seriamente neste ranking e achei muito interessante esta comparação. Todavia Miguel, infelizmente há outros países pobres que enveredaram por esta mania, e que não mencionas, mormente a Eslovénia ou a Croácia.
Abraços

Comentar post

subscrever feeds

Google (lousy) Translation

autores

pesquisar

posts recentes

Não podemos estar indifer...

É fisicamente impossível ...

Se o estacionamento não f...

O planeamento urbano cent...

Mais estradas não resolve...

E também não, um carro em...

Não, um carro estacionado...

Até na OMS há preocupaçõe...

Os supermercados que cobr...

Até as multas ao estacion...

tags

lisboa(224)

ditadura do automóvel(216)

ambiente(208)

bicicleta(157)

cidades(114)

portugal(113)

peões(103)

sinistralidade(74)

estacionamento(71)

carro-dependência(67)

transportes públicos(66)

bicicultura(62)

economia(58)

espaço público(58)

comboio(48)

auto-estradas(42)

automóvel(39)

trânsito(33)

energia(30)

portagens(27)

todas as tags

links

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Julho 2017

Junho 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006